Cibelle Donza é a convidada pela OSTP para concerto com clássicos do modernismo

Um espetáculo será hoje (29), às 20h, no Theatro da Paz.

Bruna Dias
fonte

A maestrina Cibelle Donza é a convidada da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP), desta quinta-feira (29). A apresentação será a partir de às 20h, no Theatro da Paz. Cibelle Donza fará parte do concerto composto por compositores do modernismo e que terá música de câmara, sinfonia erudita e a música com influência popular, do jazz e da Broadway.

O espetáculo vai apresentar três momentos muito distintos e enriquecedores. O maestro titular da OSTP, Miguel Campos Neto falou um pouco sobre a história da música nos séculos passados. “Agora que nós estamos no século XXI, podemos olhar para o século XX como um século do passado, um século clássico e fazer um apanhado da música nessa época”, explica o maestro.

image Miguel Campos Neto é o maestro titular da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) (Akira Takatsuji)

Neste concerto a OSTP propõe olhar para três compositores que foram uns dos mais importantes do século XX, Sergei Prokofiev, Leonardo Bernstein e Igor Stravinsky, que escreveram músicas que hoje podemos chamar de clássicos do modernismo.

A primeira peça, será destinada ao compositor russo Igor Stravinsky . Será uma obra de câmara, um octeto, para instrumentos de sopro, uma obra icônica do período neoclássico. Para Cibelle Donza é uma obra bastante divertida, com uma atmosfera circense.

A segunda obra do programa é do maestro e compositor norte-americano Leonard Bernstein, ‘Danças Sinfônicas de “West Side Story”’, composição divertida, dançante e reflexiva criada para ser trilha de um musical nos Estados Unidos, estreado em 1957.

E a última obra do programa a ‘Sinfonia n°5’, de Serguei Prokofiev, um compositor ucraniano, foi composta no final da guerra, quando a Rússia estava prestes a vencer e o próprio compositor definiu a obra como um canto para um homem livre feliz como uma ode, a força do ser humano, a generosidade, a pureza da alma.

“Então é muito interessante que ao longo dos quatro momentos a gente passe tanto por atmosfera de ternura, introspecção, de medo, pelas lembranças da guerra, mas ao mesmo tempo tem uma atmosfera feliz e muito bom humor, cominando em um caráter de vitória”, explica Cibelle.

A maestrina explica que o repertório foi concebido por ela e pelo maestro Miguel Campos Neto como um desafio para orquestra, tanto nos aspectos das linguagens harmônicas e melódicas, quanto - e especialmente - nos aspectos rítmicos.

“Montamos juntos esse programa e eu acho que está bem legal, divertido e eu considero muito a minha cara, tem muito de mim e eu fico bem feliz com isso. Ao mesmo tempo que é um desafio, também é muito prazeroso e divertido, para os músicos e para mim e tenho certeza que para o público também será”, afirmou a maestrina.

Agende-se

Concerto da OSTP sob a regência de Cibelle Donza

Data: hoje, 29

Hora: às 20h

Local: Theatro da Paz - Av. da Paz S/N (Praça da República), Belém

Música
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MÚSICA

MAIS LIDAS EM CULTURA