Modelo natural de Soure, na ilha do Marajó, é capa de uma das maiores revistas de moda do mundo

A edição brasileira da Vogue tem na capa a modelo paraense Emilly Nunes, de 21 anos, com profissionais da cadeia produtiva da moda

Redação Integrada

A modelo paraense Emilly Nunes está neste mês em uma capa história de uma das revistas de moda mais conceitudas do mundo, a Vogue, edição brasileira. A modelo de 21 anos, natural da cidade de Soure, do Arquipélago do Marajó, está no centro da capa Paratodos inspirada no álbum de Chico Buarque. A capa é uma referência e homenagem aos milhares de profissionais da moda, que trabalham por todo o Brasil, e enfrentam dificuldades como milhares de pessoas neste momento de pandemia. 

Pelas redes sociais a modelo Emilly Nunes agradeceu pelo momento especial na carreira e aos profissionais envolvidos na capa. "Gratidão. É a única palavra que resume tudo que sinto neste exato momento. Vai muito além da capa em si, mas de toda única que potencializou um resultado tão incrível!", escreveu. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A união fará a força da moda nacional. Este é o espírito da edição de junho, homenagem à icônica capa do álbum “Paratodos”, de @ChicoBuarque, que gentilmente nos deu permissão para usá-la. Desde meados de abril, quando começamos a produzir esta revista colaborativa, a ideia era construir pontes e promover o diálogo entre toda a cadeia da moda, que inclui agricultores, modelistas, costureiras, camareiras, estilistas, modelos, fotógrafos, maquiadores... “A moda é feita por todo o tipo de gente, parte de um movimento amplo da sociedade, que participa dela de maneira criativa. E isso só é possível pela união e inclusão geral”, diz @gringocardia, designer e diretor de arte que criou a capa de Paratodos, em 1993, e agora, a nossa também. Agnaldo Ramalho (ourives), Alice Nakashima (costureira), Antonieta Cleide Schaffer (costureira), Emilly Nunes (modelo), Helena Ribeiro (modelista), Hick Duarte (fotógrafo), Iohany Alves (modelo), Isaac Silva (estilista), José Lino de Souza (agricultor), Kelvin Emiliano (assistente de estilo), Kenya Rodrigues Santana (costureira), Maria do Carmo Ferreira de Souza (camareira), Maria do Carmo Machado (auxiliar), Rafaella Caniello (estilista), Rafael Pavarotti (fotógrafo), Rosivania Ribeiro Ferreira (costureira) e Silvio Giorgio (beauty artist) são todos parte fundamental para a existência e potência do mercado. Para conhecer mais sobre cada um dos nossos personagens, clique no nosso link da bio. Reerguer a moda nacional é uma tarefa de todos nós. #VogueJunho

Uma publicação compartilhada por Vogue Brasil (@voguebrasil) em

Emilly Nunes já participou de concursos de beleza representando sua terra natal, mas foi nos desfiles de moda que encontrou sua profissão. De descendência indígena e negra, os traços marcantes incorparam este trabalho único de arte, dialóga com a regionalidade brasileira às tendências mundiais.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Red 🔥 Ph: @hudsonrennan

Uma publicação compartilhada por E M I L L Y (@emillynuneees) em

Para buscar mais oportuniades na carreira, Emilly se mudou para São Paulo. Em razão da pandemia voltou para Belém e sempre mantém contato com a cidade de origem, local que serve com principal fonte de inspiração para seus projetos, sempre com a presença da mãe Nunes Laady, a maior incentivadora. Sempre que pode Emilly, volta para Soure, cidade natural do pai e de seus avós, para passear nos momentos de folga.

A revista Vogue foi lançada em 1892 na cidade de Nova York. Atualmente, existem vinte e duas diferentes edições da Vogue no mundo; além de ser vendida em mais de 90 outros países. Somadas as vendagens das edições a publicação tem uma circulação mensal mundial estimada em 2 milhões de exemplares

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA