Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Hangar volta a sediar eventos ainda este ano; retomada divide opiniões

Espaço anunciou reabertura gradativa após reforma; shows, feiras e congressos já estão agendados

Lucas Costa

O Hangar Convenções e Feiras da Amazônia anunciou na segunda-feira (18) que deve ser reaberto de forma gradativa, possibilitando a retomada parcial da realização de eventos já agendados. O prédio, que sediou um dos hospitais de campanha do Pará durante a pandemia de covid-19 desde 2020, passará por uma reconstrução geral com a conclusão da etapa inicial da obra ainda no primeiro semestre de 2022. 

Na agenda de retomada do Hangar já estão previstas mais de 30 programações, a partir do segundo semestre de 2022. Congressos, feiras e shows estão entre os eventos já confirmados ou em fase de negociação, além dos eventos sociais. Ao longo do ano de 2023 estão previstos, até o momento, mais de 30 eventos.

Ruan Rocha, diretor-presidente da Organização Social Pará 2000, que administra o Hangar, considera a execução da reforma imprescindível para o pleno funcionamento e retorno das atividades do local.

"Esta é uma obra que se faz necessária devido ao desgaste natural de utilização durante quase 15 anos, nos quais o espaço recebeu centenas eventos nacionais e internacionais diversos. Também por ter operado como Hospital de Campanha, fundamental durante os piores momentos da pandemia da covid-19, quando o Centro precisou de algumas adaptações para receber os pacientes. Será uma ação fundamental para devolver à região Norte o seu maior centro de convenções", destaca o gestor.

O Hangar é conhecido por ser um espaço multiuso e versátil na capital, com estrutura para receber eventos que vão desde festas de formatura até feiras, congressos e grandes shows musicais. Só no ano de 2019, antes da pandemia, o local recebeu mais de 160 eventos, com um público superior a 340 mil pessoas.

Retorno de eventos no Hangar divide opiniões

O retorno de eventos presenciais no Hangar, no entanto, ainda é um assunto que ainda divide opiniões da população. Em enquete feita por O Liberal no Instagram, 70% do público disse que voltaria a frequentar eventos no Centro de Convenções; entre os que disseram “não”, a maioria pontua a lembrança do local ter sediado um hospital de campanha.

“Lugar marcado por lembranças de um tempo muito ruim”, disse um seguidor. “Não tem como pisar num local onde teve tanta morte e tanta dor pra festejar alguma coisa”, argumentou outro. “Deveria ser um memorial”, sugeriu outra pessoa.

No Twitter, usuários também falaram sobre voltar ao local. “Não! Até em respeito às vítimas da covid-19, acho que não vai deixar de ser hospital de campanha”, argumentou uma usuária da rede. Outra pessoa disse que iria, mas não para todo tipo de evento. “Depende do evento, não sei se eu teria clima para curtir um show, por exemplo”, escreveu.

Muitos usuários também disseram que voltariam a frequentar o local, entre eles, um falou que uma reforma pode mudar as percepções sobre o espaço. “Acho que precisa ressignificar e voltar a ter uma nova utilidade. Uma boa reforma no local seria incrível”, sugeriu um usuário do Twitter.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA