Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Festival dos Rios apresentará a cultura ribeirinha do Tapajós

Dona Onete, David Assayag e Amazon Beach estão entre as ações do evento, que será em junho, em Alter do Chão.

Enize Vidigal

Há um mês do início, o Festival dos Rios já vendeu um terço dos ingressos. O evento vai celebrar a cultura ribeirinha entre os dias 9 e 12 de junho, em Alter do Chão, balneário de Santarém. O setlist reúne artistas paraenses da cena nacional: a Rainha do Carimbó Chamegado, Dona Onete; o levantador de toada do Boi Garantido, de Parintins, David Assayag; e a banda de brega pop Amazon Beach, formada por paraenses radicados em Manaus. E também destaques da safra musical santarena, como Priscila Castro, Rawi, Dan Selassie, grupos Suraras do Tapajós e As Karuanas e o coletivo de mestres de carimbó.

O Festival dos Rios entra na 2ª edição, este ano, se firmando como um evento que vai além da perspectiva musical, mas envereda pelos rios da cultura tapajônica, agregando artistas jovens a tradicionais, com feira de produtos de bioeconomia, oficina de dança de carimbo, histórias de encantaria e fórum de debates sobre o tema “Salve o nosso Tapajós”. O evento é patrocinado pela Natura.

O festival estreou no ano passado, com apoio da Lei Aldir Blanc. “Fizemos um registro da cena musical de Alter do Chão e Santarém em formato virtual, com acesso restrito de público. Para este ano, foram selecionados representantes dos principais gêneros musicais enraizados na cultura ribeirinha: o carimbó, o brega e o boi-bumbá”, explica o DJ Zek Picoteiro, um dos idealizadores do festival junto com Marlena Soares. As atrações mesclam influências rítmicas do estado do Amazonas, que têm forte influência na região.

Na primeira edição após a flexibilização das regras sanitárias impostas pela pandemia, o Festival dos Rios espera reuniu o público de 3 mil pessoas no Galpão dos Botos, onde são construídas as alegorias do Sairé. O local vai reunir as principais atrações do evento na noite do dia 11. Nas demais datas, o festival vai acontecer em outros espaços de Alter do Chão, inclusive, com acesso liberado para o público.

Programação - A abertura do festival será na quinta-feira, 9, na tradicional Quinta do Mestre e a Sereia, no Centro de Referência do Carimbó de Alter do Chão, na orla da vila, com o show de As Karuanas e do Coletivo de Mestres de Carimbó.

Na sexta-feira, 10, a Toca do Tatu recebe durante o dia o Regatão Cultural, programação multicultural com feira de produtos da sociobiodiversidade - como óleos, artesanatos, sabonetes, pimentas, farinha, tapioca e outros -; a Roda de Saberes sobre “Crise climática e cultura: impactos na floresta”; e a oficina de dança de carimbó com Gilvana Borari. À noite, Juci Borari Luciene Sardinha contam as “Histórias de Encantaria” sobre os botos encantados que habitam os rios, igarapés e lagos de Alter do Chão.

A partir de 21h, o Chorinho Amigos do Zé se apresenta no Lanche da Dona Glória; uma sequência de shows agita o Espaço Alter com o cantor e compositor Rawi, da banda El Puxirum e da DJ Pedrita. Representante da cena artística LGBTQIA+, Rawi promete uma noite de música autoral, com músicas do álbum “Facão abre os caminhos”, e a música inédita “PinkNCSJ”. “A configuração dos meus shows é performática, teatro, poesia, iluminação... Vai ter música para dançar, se emocionar, ficar reflexivo. Será multifacetado de expressões e de sonoridade, que vai do punk rock ao carimbó com blues e brega funk”, antecipa.

No sábado, 11, o Regatão Cultural na Toca do Tau traz a Roda de Saberes “Mulheres pelo Tapajós: entre o rio e a floresta”, o almoço no Restaurante Tribal e o Mestre Chico Malta apresentando a “Carimbóterapia” ao público infantil.

O show no Galpão dos Botos inicia às 20h com um Manifesto pelo Rio Tapajós, seguido da apresentação das Suraras do Tapajós, seguidas por David Assayag, Dona Onete e Amazon Beach com a participação da cantora Priscila Castro. A noite vai ter encerramento com DJ Zek Picoteiro.

Priscila participou da 1ª edição ao lado dos mestres de carimbó e, este ano, está ansiosa pela vivência que terá no palco com a Amazon Beach: “O festival é uma celebração da música do Tapajós, feita na beira do rio. A Amazon Beach vai cantar a minha música e eu a deles. Vai ser uma troca muito legal”. “O festival dos rios este ano vem bem maior, com mais artistas, aberto ao público. A expectativa é grande de fazer as pessoas dançarem e curtirem”, celebra.

No domingo, encerrando o evento, o Regatão Cultural continua na Toca do Tatu e, a partir das 18h, recebe os shows do Grupo Espanta Cão e do cantor Dan Selassie com a participação de Marcos Tapajós. “Vou levar a minha sonoridade, essencialmente com carimbó, guitarrada e brega”, antecipa Dan Selassie, que vai cantar os hits da carreira. “’Fui para Cuiã’ é uma das músicas que a galera curte bastante nos shows, e do EP novo tem ‘Carimboleiro’ e ‘Lambada Bregueira’”, completa.

A venda de ingressos para o dia 11 de junho acontece pelo Sympla e nas lojas Chilli Beans, Salvador Sports, Sim Sim Brechó, Mini Center Mingote, Bar da Beth e TY Comedoria & Bar.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA