Versão corte final de 'Apocalypse Now' estreia em Belém nesta quinta-feira

'Apocalypse Now: Final Cut' tem sessão na capital, com cinemas em processo de reabertura

Redação Integrada

Com a reabertura das salas de cinema ocorrendo aos poucos, os amantes da sétima arte que estavam com saudade de assistir a películas em tela grande tem ganhado algumas estreias tímidas, mas que vem reacendendo a paixão pela expressão. Nesta quinta-feira (10), chega a Belém a versão final de um clássico de Francis Ford Coppola, “Apocalypse Now: Final Cut”. O filme tem sessão diária, às 19h, em formato 2D legendado, no Cinépolis Boulevard.

A aventura de guerra acompanha o Capitão Willard (Martin Sheen), que recebe a missão de encontrar e matar o comandante das Forças Especiais, Coronel Kurtz (Marlon Brando), que aparentemente enlouqueceu e se refugiou nas selvas do Camboja, onde comanda um exército de fanáticos.

A produção é de 1976, filmada nas Filipinas. Na época, Coppola mudou-se para o local para fazer as filmagens de um roteiro cujo o final não o agradava. O plano era de que tudo seria filmado em 16 semanas, mas uma série de imprevistos deixou seus impactos; entre eles a troca de Harvey Keitel por Martin Sheen, um furacão, um colapso nervoso de Coppola e até mesmo a ameaça do astro Marlon Brando não aparecer. As filmagens consumiram um total de 34 semanas, fora os dois meses de intervalo.

Mesmo sob uma série de questionamentos da imprensa sobre quando o filme sairia, a resposta segue sendo dada até hoje, quando “Apocalypse Now” ganha sua terceira edição. “Apocalypse Now: Final Cut” chegou ao Brasil no final de junho, em um serviço de streaming, e agora vai para as telonas como aposta para atrair o público de volta aos cinemas. 

A primeira edição de “Apocalypse Now” foi premiada com a Palma de Ouro, no Festival de Cannes de 1979. Já uma segunda cópia chegou aos cinemas em agosto do mesmo ano, com 144 minutos. 

Em 2001, “Apocalypse Now Redux”, uma nova edição, chegou ao Festival de Cinema de Cannes com 197 minutos, incluindo cenas excluídas da primeira da primeira versão - algumas que o próprio Coppola não gostava.

Depois de uma restauração dos negativos originais veio “Apocalypse Now: Final Cut” (corte final), lançada em alguns cinemas e em Blu-ray em agosto de 2019, trazendo desta vez 183 minutos da produção. Aos 80 anos, Coppola quis estabelecer esta como a versão definitiva.

Cinema
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA