Série do diretor Roger Elarrat 'Amazônia Oculta' seleciona elenco

Produção em cinco episódios reúne narrativas de horror, suspense e ficção científica na Amazônia

João Paulo Jussara

O diretor e roteirista paraense Roger Elarrat está à procura de atores e atrizes para formarem o elenco de sua nova obra audiovisual, a série televisiva "Amazônia Oculta", que será filmada em Belém e exibida na TV Cultura do Pará. Para participar dos testes é necessário enviar currículo, fotos e vídeos para o endereço de email "elenco.oculta@visagemfilmes.com". Artistas de todas as idades e perfis podem se inscrever.

"Amazônia Oculta" é uma série em cinco episódios que exibem narrativas de horror, suspense e ficção científica na Amazônia contemporânea. Cada episódio possui uma média de 26 minutos, onde três histórias independentes são apresentadas ao espectador.

"A Amazônia é um Brasil desconhecido e que esconde muito bem um lado sombrio. Seja pelo histórico isolamento geográfico, pouca comunicação, poucos recursos e lento desenvolvimento e urbanização, a Amazônia se tornou um imenso caldeirão de horrores inacreditáveis. E se todas as histórias assustadoras dessa região forem verdade? O horror, o sombrio e o inacreditável são reais e estão espalhados por toda a Amazônia do século 21", diz parte da sinopse oficial da série.

Com quase 20 anos de carreira no audiovisual, não é a primeira vez que o diretor Roger Elarrat trabalha o tema do sobrenatural na região amazônica em suas obras. Em 2006, produziu e dirigiu o primeiro curta-metragem de animação em stop-motion do Pará, "Visagem!", baseado nos contos escritos por Walcyr Monteiro em seu livro "Visagens e Assombrações de Belém".

Em 2007, produziu e dirigiu, ao lado de Adriano Barroso, o documentário "Chupa-Chupa: A História Que Veio do Céu", que ficou em primeiro lugar no "DOC TV III" no Estado do Pará. A obra documental exibe os bastidores do misterioso caso de aparições de Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs) na região da ilha de Colares, em 1977. Na época, uma força tarefa foi deflagrada no local pela Força Aérea Brasileira para investigar os relatos dos moradores.

Mesmo com toda essa bagagem, o diretor afirma que a série "Amazônia Oculta" terá uma proposta bem diferente de suas obras anteriores. "Acho que as possibilidades de narrativas nesse caminho são pouco exploradas e por isso é um terreno fértil pra criar muito. Também acho que é um gênero muito difícil de se produzir, muito complexo e trabalhoso. E isso torna o desafio muito interessante pra crescer como realizador, como contador de histórias aqui", explica Elarrat.

O diretor também já trabalhou em diversos outros gêneros, como a série de humor inédita "Sacoleiras S/A", que vai ao ar no segundo semestre de 2019, na TV Brasil, em 13 episódios. Também produziu a série de drama e humor "Squat na Amazônia", que será exibida no canal Futura e fala sobre jovens fazendo uma ocupação artística. Atualmente, o cineasta está finalizando o seu primeiro longa-metragem, "Eu, Nirvana", um drama/suspense estrelado pela atriz Carolina Oliveira. 

Para os artistas que desejam participar da série "Amazônia Oculta", é importante colocar no currículo algumas informações básicas como idade, altura, disponibilidade durante o mês de julho, e se possível algumas fotos com visuais diversos. "Se tiver feito teatro, pode colocar fotos dos espetáculos, se tiver feito curtas amadores, pode colocar link também. Se tiver trabalhos profissionais em cinema e TV, dê destaque para esses", conclui o diretor.

Cinema