Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Artistas paraenses são atrações do Sonora Brasil

A apresentação acontecerá na próxima quinta-feira, dia 28 de outubro, e será exibida pelo canal do Sesc Pará no Youtube, às 20h

Bruna Lima

O trabalho inédito do Duo Icamiabas, composto pelas pesquisadoras e cantoras líricas Adriana Azulay e Madalena Aliverti,  é a atração paraense do Sonora Brasil, promovido pelo Sesc. A apresentação acontecerá na próxima quinta-feira, dia 28 de outubro, e será exibida pelo canal do Sesc Pará no Youtube, às 20h.

Adriana e Madalena já realizam há alguns anos um trabalho de pesquisa de compositoras paraenses de música erudita. E quando o edital do Sesc foi lançado elas viram que seria uma oportunidade de mostrar o trabalho de pesquisa. Elas selecionaram composições de Neusa Martins, Raquel Peluso, Marcelle Guamá e Helena Nobre.

"São compositoras que deixaram obras lindas, mas que são desconhecidas. Pois elas são de uma época em que a situação das mulheres compositoras era bem mais complicada. Era um espaço dominado pelos homens", destacou Madalena.

Adriana disse que ficou muito feliz pela conquista e acredita que o projeto foi aprovado justamente pelo seu ineditismo. "Valorizar as obras destas mulheres é muito importante, pois o tempo vai passando e elas seguem desconhecidas. Com esse trabalho aprovado, o qual concorremos com o Brasil todo, é uma forma de mostrar para o mundo o trabalho destas compositoras", completou Adriana.

As cantoras líricas interpretaram as obras das compositoras citadas e realizaram a gravação no Sesc Ver-o-Peso.

O Sonora Brasil é um projeto promovido pelo Sesc que incentiva a circulação musical no país. Nesta 23ª edição, apresenta um repertório inédito composto por músicas de mais de cem compositoras brasileiras e 21 grupos indígenas de diversas etnias, que mostram toda a potência do projeto em divulgar as mais diferentes manifestações musicais do país.

"A cada edição, o Sonora Brasil desbrava um universo de expressões musicais. Nesse ano, resgatamos as composições que guardam tradições regionais, passando por afro-brasilidades, composições indígenas e contemporâneas, MBP e até o rap. O projeto contempla toda a pluralidade da música brasileira e realiza um mapeamento de mulheres compositoras que é muito relevante. Com isso, o Sesc apresenta ao público, artistas e grupos que estão fora dos grandes centros, além de contribuir para a história e o acervo cultural nacional", explica a analista de Cultura do Departamento Nacional do Sesc, Sylvia Leticia Guida.

Em função da pandemia de COVID-19, o circuito não ocorreu em 2020 e, este ano, todos os espetáculos foram gravados em formato on-line, em mais de 20 estados, e serão transmitidos pelos canais de Youtube do Sesc em cada estado. Ao longo da sua trajetória, o Sonora Brasil já alcançou mais de 750 mil pessoas e realizou mais de seis mil concertos em todo o Brasil.

Sobre o Duo Icamiabas: Adriana Azulay e Madalena Aliverti

Adriana Azulay, pianista, concluiu o mestrado em Música de Câmara na Universidade de Karlsruhe (Alemanha). Atualmente está na direção-geral do Instituto de Ciências da Arte (ICA), da Universidade Federal do Pará. Madalena Jorge Aliverti, formada em canto na classe da professora Márcia Aliverti em 1995. Em 1997, iniciou seus estudos de música nos Estado Unidos, onde obteve sua especialização e mestrado em Vocal Performance na Universidade da Carolina do Sul. Atualmente, é professora de Canto Lírico, Expressão Corporal, Música de Câmara e Interpretação Cênica, do Primeiro e Segundo Grau e também do Bacharelado em Música do Instituto Estadual Carlos Gomes.

 

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA