Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Amazônia Fashion Week inicia nesta quinta, 25

A 16ª edição do maior evento de moda do Norte do Brasil continua em versão digital, este ano, devido à pandemia pela Covid-19. As tendências de sustentabilidade e de aproveitamento de materiais segue em alta nos looks que subirão à passarela do AFW.

Enize Vidigal O Liberal

O Amazônia Fashion Week (AFW) inicia a 16ª edição nesta quinta-feira, 25, de forma totalmente adaptada ao ambiente digital. O maior evento de moda do Norte do Brasil, que não sofreu interrupção durante a pandemia, terá eventos com transmissão on-line até o sábado, 27. O ponto alto será o desfile de looks de marcas paraenses, na sexta-feira, 26, às 19 horas, com transmissão ao vivo pelo canal do evento no Youtube.

“O Amazônia Fashion Week não parou. A internet permitiu a realização dos desfiles, partir do desfile de Xangai (China). Isso deu maior alcance de público e a sonhada democratização da moda, tornando-a mais próxima das pessoas”, observa Felícia Maia, coordenadora geral do evento. Segundo ela, o marketing digital com transmissão ao vivo pelas redes sociais já fazia esse papel no cenário da moda, mas o ambiente o digital se consolidou a partir do ano passado.

16o Amazônia Fashion Week

 “A pandemia apenas acelerou. Essa tecnologia veio para ficar. A gente teve que mudar a logística (dos desfiles) para tomar mais cuidados, como evitar aglomeração e o compartilhamento de materiais. Estamos mais produtivos do que nunca”, comemora. Em maio deste ano, o AFW teve uma edição extra com o apoio da Lei Aldir Blanc.

O tema do AFW este ano é “O espírito do tempo”, numa referência à análise da da moda da atualidade e do futuro. Este ano, o evento evidencia os looks com tendência da sustentabilidade e do aproveitamento de materiais. Ao longo do tempo, o Amazônia Fashion Week ganhou visibilidade nacional e passou a contribuir para o crescimento da produção de moda na Amazônia.

Programação

A abertura do AFW será às 19 horas, com uma live de bate-papo entre o professor e mestre em História da Arte João Braga, e Felícia Maia, que também é mestre em Artes. A transmissão será pelo perfil do Instagram @amazoniafashionoficial. Braga também é especialista em História dos Costumes pela Escola Superior de Arte e Tecnologia da Moda de Paris, membro da Academia Brasileira da Moda e autor de livros sobre o tema.

Na sexta, 26, haverá o desfile de oito marcas locais, pelo Youtube: Amazônia Kãma, Jalunalé, Costamazônia, Ludimila Heringer, Lilia Lima, Rari, Madame Floresta e Things. Entre os 12 modelos que subirão à passarela montada na Cervejaria Cabôca estará a famosa paraense Tayná Carvalho. Esse evento não será aberto ao público presencial, mas somente a um pequeno grupo de convidados para evitar aglomeração.

Entre as marcas do novo desfile estão algumas consagradas em edições anteriores do Amazônia Fashion Week. Entre as novas marcas, estão a Ludmilla Heringer, que trabalha o tingimento natural com folhas e ervas da região, o chamado ‘ecoprint’; e a “Rari”, de Rafael Ribeiro, de Marabá, Sudeste do Pará, que trabalha a sustentabilidade com tecidos naturais e o reaproveitamento.

“A gente não quer ficar restrito à Região Metropolitana de Belém. Além da marca de Marabá, temos a Amazônia Kamã, de Castanhal, acessórios com sementes de açaí, chifres de búfalo e, agora, está trabalhando com o osso da cabeça de peixe numa coleção de colares vistosos. O Pará é um celeiro de talentos na área da moda, uma vocação natural”, destaca Felícia.

Ela assina a produção de moda do desfile, com Vine Nascimento e Léo Pamplona, sendo que ela é responsável também pela coreografia.

E no sábado, 27, às 10 horas da manhã, o AFW encerrará com a live “Backstage: os bastidores de um desfile de moda”, que vai discutir os bastidores de um desfile de moda e os próximos passos do evento, que deverá ter novas edições em formato híbrido (programação presencial e digital). Participarão da live Felícia, Vine e Léo, além dos assistentes de produção Jon Martins, Mateus Bentes, Jonathan Sena e Fernanda Oeiras; e da coordenadora de backstage, Milena Castro. A live será transmitida pela plataforma Teams pelo link bit.ly/3E98bl6.

A realização do AFW é da Associação de Costureiras e Artesãs da Amazônia (Costamazônia), com patrocínio do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae-Pará), da Federação da Indústria do Pará (Fiepa) e do Serviço Nacional de Aprendizagem da Indústria (Senai-Pará), e o apoio da Cervejaria Cabôca e dos cursos de Design de Moda e Design Gráfico da Faculdade Estácio do Pará.

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA