Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

PM mata sete pessoas da própria família e depois se suicida no Paraná

Caso aconteceu nas cidades de Toledo e Céu Azul. Corporação informou que o policial militar não tinha registros de problemas psicológicos

O Liberal

Um policial militar matou pelo menos sete pessoas, sendo seis própria família, e depois se matou, na madrugada desta sexta-feira (15). O caso ocorreu em duas cidades paranaenses, Toledo e Céu Azul, que ficam na região oeste do Estado, e foi confirmado pela Polícia Civil e pela Polícia Militar, que enviou nota lamentando o ocorrido. As informações são do G1 Oeste e Sudeste do Paraná.

Na nota, a PM informou que o policial prestava serviços no 19º Batalhão em Toledo, atuando como motorista do Coordenador do Policiamento da Unidade, e não tinha histórico de problemas psicológicos.

As vítimas seriam três filhos do agente, a esposa, a mãe dele, um irmão e uma outra pessoa que estava na rua. 

VEJA MAIS

Turista tem mal súbito e morre em parque aquático enquanto jogava futebol de sabão
Familiares da vítima que estavam no local contaram à Polícia Militar que o homem tinha histórico de pressão alta

Promotoria investiga PMs por suposta extorsão contra traficantes do Comando Vermelho em Belém
Dez policiais do 24º Batalhão de Polícia Militar (24º BPM) vão participar de uma audiência de custódia nesta quinta-feira (7) por negociarem a liberdade dos criminosos em troca de propina

Mulher denuncia tentativa de estupro por suposto Policial Militar no Pará
O homem usava farda da PM e carregava uma arma de fogo

Após matar a irmã, PM arranca as próprias unhas e se bate com algemas
Laudo médico apontou que o comportamento é sugestivo para "psicose ou estado pós-traumático"

Ainda de acordo com a PM, está sendo disponibilizado atendimento psicológico aos policiais da região.

Veja a nota da PM do Paraná

"A Polícia Militar está consternada e lamenta profundamente o ocorrido nas cidades de Toledo-PR e Céu Azul-PR.

O policial militar que prestava serviços no 19º Batalhão em Toledo não tinha histórico de problemas psicológicos e atuava como motorista do Coordenador do Policiamento da Unidade.

Desde dezembro de 2020 a região conta com o apoio do programa PRUMOS, que disponibiliza atendimento psicológico aos militares, com profissionais contratados para atuar nas Organizações Policiais Militares".

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL