Muzena: Bombeiros resgatam 10ª vítima após queda de dois prédios

Sobe para 3 o número de mortos em desabamento de 2 prédios em comunidade do Rio

Agência Brasil com informações da GloboNews

Subiu para três o número de mortos no desabamento de dois prédios na comunidade da Muzema, na zona oeste do Rio. Foi confirmada no período da tarde desta sexta-feira, 12, a morte de Claudio Rodrigues, de 41 anos, que foi retirado dos escombros de manhã cedo e levado para um hospital particular. 

Ele sofreu traumatismo craniano e teve quatro paradas cardíacas. 

Os outros dois mortos são um homem e um menino, mas os nomes não foram divulgados. 

Pelo menos dez pessoas ficaram feridas nos desabamentos e estão sendo atendidas em três diferentes hospitais. 

Leia mais:

Muzena: Bombeiros resgatam 10ª vítima após queda de dois prédios

Prédios que desabaram eram irregulares e estavam interditados no Rio 

Prefeito do Rio diz que desabamento foi “um drama tremendo”

Entre os resgatados, há três feridos de uma mesma família: pai, mãe e filha. Os bombeiros informaram que um desses sobreviventes, uma mulher, foi encaminhada para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Ela passa por uma cirurgia. O marido teve paradas cardíacas e recebe atendimento em um hospital particular. E a criança teve um membro do corpo quebrado. Todos estão em atendimento.

Bombeiros estão no local, fazendo buscas por mais vítimas nos escombros dos edifícios, que desabaram nesta manhã.

Famílias

Pelo menos cinco famílias moravam nos prédios que desabaram. A informação é do vice-governador, Claudio Castro. Segundo ele, duas pessoas morreram, um adulto e uma criança.

Os edifícios que desabaram não tinham autorização da prefeitura e suas obras foram interditadas e embargadas pela prefeitura em novembro de 2018. Mas, como Muzema é uma área controlada por uma milícia, a prefeitura diz que precisa do apoio da polícia para atuar no local.

O vice-governador disse que o estado vem combatendo as milícias. “A gente está combatendo com a Polícia Civil, a questão de lavagem de dinheiro e do combate em si. Desde o início do governo, está sendo duramente combatida. É realmente um grande problema a questão da criminalidade em geral e a gente está batalhando para diminuir isso”.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!