Motoboys fazem protesto em frente ao condomínio de homem que humilhou entregador

Cerca de 100 entregadores seguiram em direção ao residencial

Redação Integrada com informações de G1 Campinas

Motoboys que prestam serviço por meio de aplicativos protestaram neste sábado, 8, com um buzinaço em frente ao condomínio onde mora um homem branco que agrediu verbalmente e fez ofensas racistas contra um profissional da categoria.

Cerca de 100 entregadores de Campinas (SP) se reuniram em um posto de combustíveis às 8h30 e seguiram em direção ao residencial, em Valinhos (SP). A manifestação foi pacífica e durou cerca de 30 minutos. Não houve acompanhamento da Guarda Civil Municipal ou Polícia Militar.

"Nós motoboys somos vistos como arruaceiros e baderneiros, mas não é essa nossa função. Estamos pra ajudar e servir a população, ainda mais neste tempo de pandemia. Queremos e estamos somente cumprindo nosso trabalho, nada mais", defendeu Tarcísio André Martins Júnior, um dos manifestantes.

"Só porque ele mora em um condomínio fechado ele não é melhor que ninguém. Prova tá aí, na sabedoria do boy, em momento algum o agrediu verbalmente, não faltou com o respeito ao cliente. Isso tem que mudar, acabar", acrescentou.

O iFood, plataforma de entrega de comida onde o agressor era cadastrado afirmou que o expulsou do serviço e afirmou que vai oferecer apoio jurídico a Mateus Pires, vítima do crime racial.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BRASIL