CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Jovem que promovia estupros ao vivo no Discord é condenado a 24 anos de prisão

Conhecido no ambiente virtual como “King”, ele fazia parte de uma associação criminosa que promovia crimes virtuais contra crianças e adolescentes

O Liberal

Pedro Ricardo Conceição da Rocha, de 19 anos, foi condenado a 24 anos de prisão por ser um dos líderes de um esquema de tortura e estupros online realizado por meio de salas de bate-papo no aplicativo Discord. Conhecido no ambiente virtual como “King” (rei em inglês), ele está detido desde julho do ano passado, quando foi preso durante uma operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro. A sentença foi divulgada na última quinta-feira (4/7) pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ).

VEJA MAIS

image Delegado-geral da PCPA explica como golpes virtuais de São Paulo faziam vítimas no Pará
Entre os crimes estão falsos leilões de veículos, golpe em plataformas de vendas, tabela pix, invasões de contas de redes sociais, invasões e ‘clonagens’ de WhatsApp e crimes contra vulneráveis, envolvendo pornografia infantil, discursos extremistas, ciberbullying entre outros.

image PC do Pará e de SP prendem 34 suspeitos de crimes virtuais que desviaram R$ 12 milhões de paraenses
Entre as fraudes estavam plataformas digitais falsas, leilões de carro que não existiam e até golpe de falso intermediário

image FBI diz ter derrubado maior rede de computadores a serviço de crimes virtuais
FBI prendeu criador do esquema cibernetico bilionário

De acordo com a denúncia apresentada pelo Ministério Público, King fazia parte de uma associação criminosa que promovia crimes virtuais contra crianças e adolescentes. As vítimas eram coagidas sob ameaça de vazamento de fotos e vídeos íntimos, obtidos de maneira ilegal. Sob essa pressão, eram forçadas a praticar automutilação, degradação física, exposição íntima, zoofilia (sexo com animais) e outros atos libidinosos. Essas práticas, como destacou o Ministério Público, colocavam em risco a saúde, a integridade física e a saúde mental das crianças e adolescentes envolvidos.

A defesa de King não foi localizada pela reportagem para comentar a condenação. O espaço segue aberto para qualquer manifestação.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL