Força-tarefa da AGU entra com ações para cobrar R$ 350 milhões no Pará

Ao todo, execuções envolvem 33 réus, mais de R$ 500 milhões, em quatro estados brasileiros

Com informações do G1

Uma força-tarefa da Advocacia Geral da União (AGU) ajuizou, na terça e quarta-feira (3 e 4), 16 ações civis públicas para cobrar R$ 555 milhões de grandes desmatadores em quatro estados da região da Amazônia Legal. As informaçõs são colunista Gerson Camarotti, do G1.

Desse total, R$ 350 milhões em reparações são pedidos no Pará e R$ 170 milhões no Amazonas. Ao todo, as ações envolvem 33 réus. Além do Pará e Amazonas, há execuções também em Roraima e Mato Grosso.

Essas ações têm como base 25 autos de infração que foram emitidos pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) devido ao desmatamento de 26.490 hectares na região amazônica.

O objetivo dessa força-tarefa, denominada "Defesa da Amazônia", é obrigar os desmatadores a fazer o reflorestamento das áreas desmatadas.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BRASIL