Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Deputados pretendem incluir motoristas de aplicativo no Vale-taxista

Deputados afirmam que as duas classes estão 'sofrendo' com a alta da gasolina

Carolina Mota

Diante das movimentações intensas na câmara, deputados pretendem alterar a proposta aprovada no senado sobre o vale-taxistas e incluir motoristas de aplicativo no pagamento.

“Os deputados avaliam que não faz sentido dar um vale para os taxistas e não para os motoristas de aplicativos, que estão sofrendo da mesma forma com a gasolina cara”, informou o deputado Danilo Forte (União Brasil-CE), que será o relator da PEC na câmara. As informações são do G1.

VEJA MAIS

Câmara aprova MP que amplia beneficiários e aumenta limite de crédito consignado
Para quem recebe Auxílio Brasil, a margem consignável por empréstimos é de 40% do valor do benefício

Dólar passa de R$ 5,30 após aprovação de 'PEC Kamikaze' no Senado
Apelidada de "PEC Kamikaze", a proposta aprovada pelo Senado reacendeu temores fiscais e de uma pressão ainda maior nos juros e inflação

Taxistas de Belém avaliam positivamente proposta de auxílio de R$ 200 para combustível
Proposta foi aprovada no Senado e ainda deve passar pela Câmara

Forte também analisa a possibilidade de retirar do texto o decreto de estado de emergência e substituir por algo previsto na PEC do teto dos gastos públicos. Segundo informações, a assessoria jurídica do deputado estuda a ideia que objetiva uma maior segurança jurídica à proposta da emenda consittucional aprovada no Senado.

A criação do Estado de Emergência foi aprovada pelos senadores para driblar a Legislação Eleitoral, que proíbe a criação de novos benefícios sociais em ano de eleição.

Nesta segunda-feira (4), o presidente da Câmara, Arthur Lira, deve ter uma reunião preliminar com alguns líderes partidários para acertar a estratégia de votação da PEC das Eleições. Lira, junto com o Palácio do Planalto, quer votar a proposta ainda nesta semana, mas pode enfrentar a resistência da oposição.

Para estender o vale para motoristas de aplicativos, a tendência é que os gastos com o pacote cresça. O valor inicial foi de R$ 29 bilhões, para R$ 42,1 bilhões.

Caso os motoristas de aplicativos sejam inclusos, o valor vai aumentar e pode gerar mais incerteza no mercado.

VEJA MAIS

'Não contem mais comigo', diz Zeca Pirão para a prefeitura de Belém após veto de taxistas no BRT
Presidente da Câmara trabalha para derrubar veto do prefeito Edmilson Rodrigues (Psol) ao trânsito livre de taxistas no BRT

Devido às dificuldades para conseguir corridas em apps, busca por táxi volta a crescer
Passageiros reclamam da falta de carros nos aplicativos de transporte

Vereadora de Belém pede providências sobre taxistas suspeitos de agredir jovens
Os pedidos são direcionados à Superintendência de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) e à Secretaria Extraordinária de Cidadania e Direitos Humanos (SecDH)

Carolina Mota, estagiária da redação, sob supervisão de Keila Ferreira, coordenadora do núcleo de política.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL