Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Reflexão sobre cidadania ativa marca o último dia do Colóquio em homenagem a José Saramago

Autor foi o único a ganhar o Nobel de literatura da língua portuguesa

Camila Azevedo

Chegou ao fim nesta quarta-feira (24) o Colóquio Internacional “José Saramago: palavra, pensamento, ação”, realizado desde o dia 22 deste mês na Universidade Federal do Pará (UFPA). O evento, que celebra o centenário de nascimento do autor, faz parte de uma série de ações organizadas no Brasil e teve como objetivo a discussão da obra e do pensamento humanista de Saramago, único escritor de língua portuguesa a conquistar o Prêmio Nobel de Literatura. 

A programação iniciou por volta das 9h com uma conversa entre os editores Luiz Schwarcz e Plínio Martins Filhos, encerrando com a conferência “A procura do outro: lições de cidadania ativa”, da antropóloga Lilia Schwarcz, que refletiu sobre a atividade do cidadão ativista presente em um dos livros do autor. 

VEJA MAIS

Colóquio UFPA: pensamento crítico de José Saramago preza pelo respeito à vida
Evento reúne nesta editores nesta quarta (23)

UFPA reúne mensageiros de José Saramago em colóquio
O Colóquio Internacional começou com lançamento de livro com escritos do escritor português

Editora da UFPA e Fundação lançam livro 'Literatura e Compromisso', de José Saramago
Programação integra o Colóquio Internacional “José Saramago: palavra, pensamento, ação”, que ocorrerá de 22 a 24 de agosto, na Universidade. Veja programação completa

José Saramago nunca separou o ativismo da literatura, procurando deixar em evidência a luta de toda uma sociedade por direitos. Foi o que Lilia ressaltou durante a reflexão que fez do livro ‘Todos os Nomes’, que marcou a finalização do evento. “Saramago foi esse escritor cidadão, nosso primeiro e único Nobel da língua portuguesa, mas nunca separou a literatura da militância e do ativismo, do cidadão vigilante. A importância é mostrar a relevância da literatura, da palavra que é realidade, produz realidade. A celebração da literatura e do escritor que nasceu há 100 anos atrás e cujo os livros guardam uma total atualidade pro Brasil e pro mundo”, diz. 

A presidente da Fundação José Saramago, Pilar del Río, também esteve presente no momento e afirmou que a importância de celebrar o escritor vai além do idioma ou da nacionalidade, mas alcança amizade e literatura. “Posso falar de emoção, neste lugar do mundo, nesta cidade. Celebrar um português que nasceu há 100 anos e comemorar o bi centenário da independência, Saramago não fala de país, de guerra, fala de amizade, entendimento, cumplicidade. Isso é muito digno de ser destacado”, afirmou.

Pila é viúva de Saramago e destacou que as obras do autor podem ser trazidas para um contexto atual e ajudam a entender a totalidade do cenário que se tem vivido atualmente. “Saramago de alguma maneira antecipou isso, escreveu o Ensaio Sobre a Cegueira, em que cegos que estão vendo e não veem, pessoas que decidem não viver em função da razão. Mas, também, o Ensaio Sobre a Lucidez, que mostra a pessoa que não é escravo, é independente e constrói o futuro em harmonia com os outros”, finalizou Pilar.

Vários livros foram lançados ao longo dos dias do Colóquio, entre eles, “A intuição da Ilha - os dias de José Saramago em Lanzarote”, escrito por Pilar, e “Literatura e Compromisso: Textos de Doutrina Literária e de Intervenção Social”, uma coletânea de escritos do autor português.

Quem foi José Saramago

O autor português nasceu no dia 16 de novembro de 1922 e faleceu em 2010, nas Ilhas Canárias. O Prêmio Nobel de Literatura veio no ano de 1998 após escrever o que consideram como sendo jóias do romance: O Evangelho segundo Jesus Cristo e Ensaio sobre a cegueira. 

Além do Nobel, Saramago recebeu também o Prêmio Camões.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM