Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Procissão das Velas: fiéis lotam santuário em devoção a Nossa Senhora de Fátima

A manifestação de fé reuniu cerca de 300 mil devotos após dois anos suspensa devido à pandemia da covid-19

Laís Santana

Um mar de fiéis de Nossa Senhora de Fátima iluminou as ruas de Belém na noite desta quinta-feira (12), durante a Procissão das Velas. Também conhecida como Procissão Luminosa, a manifestação de fé reuniu cerca de 300 mil devotos após dois anos suspensa devido à pandemia da covid-19. Com velas nas mãos, os participantes percorreram mais de cinco quilômetros de uma verdadeira caminhada de fé. Na edição de retomada, a procissão contou com uma ala do cortejo dedicada à profissionais da saúde e devotos que foram curados do coronavírus.
 

 

A procissão teve inicio após a Santa Missa presidida pelo Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa. Durante a celebração, Dom Alberto destacou que a devoção a Nossa Senhora de Fátima acompanha a história da humanidade e da Igreja Católica. "Maria é mãe, é modelo, é intercessora. Se formos o espelho da ladainha de Nossa Senhora, seremos outra Maria. E digo a todos que estão aqui, em nome de Jesus, não deixei outra forma de Maria estar presente se não esta, eu quero é vê-la em você", afirmou o Arcebispo. 

 

Procissão das Velas: fiéis lotam santuário em devoção a Nossa Senhora de Fátima

 
VEJA MAIS

Procissão das Velas voltará a ser realizada após dois anos, em Belém O evento faz parte dos festejos em honra a Virgem Maria, que terá início no próximo domingo (1º) e vai até o dia 15 de maio

Procissão das Velas: veja o que muda na rota dos ônibus e no trânsito de Belém A interdição parcial será nesta quinta (12), a partir das 18h. Confira a mudança provisória dos itinerários das linhas de ônibus

Dom Alberto também avaliou a devoção do povo paraense em Nossa Senhora de Fátima. "Não tem jeito de ser paraense sem ter devoção a Nossa Senhora, com título de Nossa Senhora de Nazaré, com título de Nossa Senhora de Fátima, ou outros títulos, é sempre a mesma Virgem Maria. Então faz parte da nossa natureza, não dá para abafar a devoção a Nossa Senhora porque Maria foi escolhida por Deus e ela é bem aventurada por ter acreditado, Maria é sinal de fé, sinal de esperança para todos nós, é por isso que o povo paraense tem essa manifestação tão expressiva", ressaltou.

Ao longo de todo o percurso, os fiéis da santa também conhecida como "Mãe da Esperança, prestaram homenagens com cânticos e orações. Socorro Miranda, de 60 anos, foi dedicada a Nossa Senhora de Fátima quando ainda era criança e desde então acompanha as festividades dedicadas a santa. Para a devota, participar da procissão representa a renovação da fé em Maria. 

"É muito emoção estarmos aqui nesse momento de jubilo porque Nossa Senhora é essa mãe que cuida, que zela, que nos toma no colo. O coração falta explodir por estarmos aqui. Eu chorei muito por não estar participando desses momentos nos últimos anos, mas é maravilhoso estar aqui aos pés de Maria", declarou. 

A devota Nazaré Moura, que todos os anos acompanha a procissão, completou o percurso emocionada pela retomada na manifestação. "É maravilhoso viver essa procissão de luz, de fé, a gente não tem que perder a nossa fé, temos que acreditar que as coisas vão mudar, vão melhorar. Essa procissão toda renovou a minha fé, eu já tenho 69 anos e estou aqui acompanhando, cantando com Maria, andando com Maria nessa linda procissão", declarou a romeira ao chegar de volta a Praça Santuário de Fátima. 

Para o Cônego Silvio Trindade, pároco do Santuário de Fátima, voltar com a procissão às ruas da capital paraense é reflexo de superação "da pandemia, de tanto distanciamento que nós tivemos". "Este ano a procissão tem dois valores, pelo ano de 2020 e 2021, e esse ano de 2022. Vê essa multidão de gente novamente na rua isso acende a esperança. Nós escolhemos o tema dessa festa como 'Maria, Mãe da Esperança' porque Maria mãe de Jesus em Nossa Senhora de Fátima vem reacender a esperança no povo de Deus pela coragem, pelo desejo de viver, pelo desejo de ter saúde para todos."

O pároco ainda aconselha aos devotos que cumpram o pedido de Fátima pela penitência e uma vida de oração. "Estamos vivendo um contexto de guerra e Maria quando apareceu em 1917 ela pedia pelo fim da primeira Guerra Mundial, e nós queremos hoje como cristãos católicos, construir uma sociedade do amor e da paz social", completou. 

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM