Moradores fecham via após homem ser morto na Sacramenta

Vítima teria sido confundida com homem que tentava estuprar uma mulher às proximidades do Canal São Joaquim

Redação Integrada

Moradores do bairro da Sacramenta, revoltados como uma morte cujas circunstâncias ainda não foram suficientemente esclarecidas, atearam fogo e bloquearam a avenida Pedro Álvares Cabral, às proximidades da passagem Mirandinha, na manhã desta segunda-feira (07). 

A vítima foi o produtor de evento Ubirailton Silva Chaves. Ele foi morto com um tiro durante uma intervenção da Polícia Militar na passagem São Joaquim, perto de um canal de mesmo nome, a poucos metros da passagem Baião, nas primeiras horas da manhã, por volta de 7h. 

A morte do produtor de eventos tem duas versões completamente diferentes que serão investigadas pela Polícia Civil.

A população alegou que Ubirailton foi assassinado por engano. De acordo com relatos de moradores do entorno, ele teria tentado defender uma mulher, vizinha sua, que estaria sofrendo uma tentativa de estupro. Ubirailton e outros dois homens, que não foram identificados, teriam perseguido, pelo ruas do bairro, um homem suspeito de tentar estuprar a jovem.

Os homens, irados, tentavam capturar o suspeito de tentativa de estupro para agredi-lo e prendê-lo. Durante a correria, um policial militar que passava pelo local, percebendo o tumulto, atirou contra Ubirailton. A vítima morreu ainda no local, sem chance de ser socorrida. 

Já na segunda versão, registrada em ocorrência policial na Seccional Urbana da Sacramenta, o policial que atirou em Ubirailton afirmou que a vítima estava envolvida em uma tentativa de assalto. De acordo com esse relato, Ubirailton estaria correndo atrás de um homem para assaltá-lo, junto com outros dois comparsas. Um dos suspeitos, que acompanhava o produtor de eventos, estaria inclusive armado.

O homem que portava uma arma de fogo, ao ver o policial militar, teria atirado contra o agente de segurança pública. O policial contou que também atirou, para cima, para assustar o suspeito, que se escondeu em seguida. Foi quando o PM percebeu, segundo relatou, que um dos homens havia sido baleado no local.

Os outros dois suspeitos, de acordo com o registro de ocorrência feito pelo PM, incluindo o homem que estava armado, fugiram imediatamente. 

A suposta vítima de assalto ou o suspeito de tentativa de estupro já foi identificada. Ele apresentava lesões devido às agressões sofridas durante a confusão.

O policial suspeito por atirar em Ubirailton se apresentou espontaneamente na Seccional da localidade. Lá, ele foi informado que o produtor de eventos havia morrido. 

Reações

Por conta da circunstâncias misteriosas relacionadas à morte do produtor de eventos, a vizinhança da Sacramenta interditou várias vias do bairro, incluindo a avenida Pedro Álvares Cabral, que corta diversas ruas da localidade. A população fez barricadas com pneus, pedaços de madeira e outros entulhos, impedindo a passagem de veículos.

O protesto na avenida Pedro Álvares Cabral durou aproximadamente 45 minutos e deixou o trânsito completamente congestionado por vários quilômetros, atingindo também vias menores que servem para escoamento de fluxo.

Alguns populares, mais revoltados, tentaram colocar fogo em ônibus da linha Distrito Industrial - Presidente Vargas, que estava parado aguardando a abertura da pista, mas foram impedidos pelos policiais militares que atenderam à ocorrência. 

Após a chegada da Tropa de Choque da PM na via, a população se dispersou e pista foi desobstruída com a ajuda do Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMP). Ainda inconformados, os moradores foram instalar outra barricada mais à frente, perto do canal São Joaquim, que também foi destruída após a chegada de reforço policial no final da manhã. O clima no local era de tensão.   

 

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!