Mesmo no verão, moradores não se livram de alagamentos das chuvas

Na passagem Elvira a situação de 15 anos se repetiu na noite passada

Cleide Magalhães

Menos de uma hora de forte chuva é o suficiente para que haja alagamentos em vários bairros de Belém, levando moradores a continuar a limpar a casa e a via pública até no dia seguinte. Essa situação se repete há cerca de 15 anos em um dos pontos mais críticos da cidade: Passagem Elvira com a Avenida João Paulo II, no bairro do Curió-Utinga, onde a água sempre atinge metros de altura. Na manhã desta terça-feira (13), moradores acordaram cedo para limpar a passagem com e retirada de lamas e outras sujeiras deixadas pelas chuvas que caíram na tarde e início da noite desta segunda-feira (12). A enxurrada também atingiu vários outros pontos da capital, na Terra Firme, Guamá e Cremação. 

Leia mais:
- Próximos dias não terão chuvas fortes em Belém, diz meteorologia

Moradores também tiveram casas ilhadas na Fernando Guilhon, entre 14 de Março e Quintino, na Cremação. 

Nesta segunda, alagamentos também foram registrados em vários pontos de Belém (Ary Souza)

Na escola estadual Professora Ruth Rosita de Nazaré Gonzales, na rua Paes de Souza, Guamá, os alunos postaram vídeos nas redes sociais mostrando a águas invadindo salas e outras áreas da escola no final da tarde e início da noite de ontem. Veja o vídeo: 

"Nesse tempo do verão quando chove também alaga com lance alto de água, chega a pelo menos dois metros de altura. No tempo de chuva é pior. Sempre esperamos secar a via para fazer a limpeza da casa e da rua. Ainda depois das chuvas, tem essa água constante de esgoto que fica escorrendo. Nem quando eram pontes e gente vivia desse jeito. O problema é que tem que colocar outra galeria, porque essa tubulação que colocaram, após as obras da João Paulo II, é pequena e não suporta tanta água”, reclama a autônoma Marinete Dantas Macedo, que tem 47 anos e vive no lugar desde os 13.

Ela conta ainda que devido aos alagamentos já perdeu guarda-roupa, geladeira, cama e teve que sem mudar para o andar de cima da casa para evitar maiores transtornos. “Como minha casa é de dois andares tive até que me mudar lá para cima. Mas o meu comércio fica em baixo e alaga tudo. A gente tem que ter um prefeito de coragem para fazer outra galeria. Isso acontece há mais de 15 anos e a Prefeitura de Belém não resolve”, critica a autônoma.

Verão alagado
 

Outra moradora da Passagem Elvira é a dona de casa Lindalva Cruz, 61 anos, que mora no perímetro há 29 anos. Ela também desabafa sobre a situação de descaso que a comunidade vive.

“Isso é um absurdo. O prefeito só olha porá gente perto da eleição para pedir votos. Quando chove a gente fica aflita. Meu marido morreu e não viu a Elvira asfaltada e esse problema resolvido. Sempre que a chuva passa fica essa imundice aí. A água entra pelo menos 100 metros para dentro da rua e atinge uns três metros de altura. Tenho problema de asma e passo mal com esse fedor. Mas o prefeito está lá na vida dele maravilhosa”, ironizou a dona de casa.

Prefeitura diz que obras seguem 
 

A Prefeitura de Belém foi procurada para listar as medidas que são mantidas mesmo no verão para a manutenção das áreas críticas de alagamentos. 

Em nota, a Secretaria de Saneamento (Sesan) declarou que a passagem Elvira "está localizada em uma área baixa do bairro Curió-Utinga", e explica que, para que a água da chuva tenha condições de escoamento, seria necessário "que o canal para onde esta água se destina esteja preparado para receber a rede de drenagem".

Segundo a Sesan, "seria nesta etapa em que as obras se encontram" - e onde a Prefeitura de Belém "realiza aprofundamento e dragagem no canal Murucutum". A secretaria diz ainda que no canal do Mártir, que também faz parte da mesma bacia hidrográfica, o "governo do Estado realiza obras de retificação e construção de barreiras de contenção". 

Segundo diz ainda a Prefeitura de Belém, "obras de drenagem sempre iniciam pelo local de lançamento das águas, para, somente depois, serem feitos investimentos em obras de microdrenagem, o que será executado na Passagem Elvira e outras vias do bairro Curió-Utinga".

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!