Jurunas e Condor recebem a sétima Usina da Paz

Mais de 70 tipos de serviços serão ofertados para a comunidade

O Liberal
fonte

Os bairros do Jurunas e Condor receberão o complexo multifuncional Usina da Paz (UsiPaz), na próxima sexta-feira (21), em Belém. As obras já estão nos ajustes finais. Esta será a sétima entrega realizada pelo programa Territórios pela Paz (TerPaz), do Governo do Estado. O espaço localizado na travessa Quintino Bocaiúva, entre a avenida Bernardo Sayão e a travessa Honório José dos Santos, tem capacidade para receber cerca de 1.500 pessoas por dia. Elas poderão contar com mais de 70 tipos de serviços, em funcionamento de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h; aos sábados, das 8h às 14h e aos domingos, das 8h às 18h.

A Usina da Paz conta com dois prédios de atendimento, um complexo poliesportivo, quadra de areia, espaço multicultural; piscina; salas de audiovisual e inclusão digital. Também há espaços para cursos livres e de dança, música, robótica, artes marciais, musicalização e biblioteca. As instalações são adaptadas para acesso de pessoas com deficiência (PcDs).

image A primeira-dama, Daniela Barbalho, ressalta que a entrega do complexo é mais um compromisso do Governo do Estado com a população. (Ag. Pará)

A primeira-dama, Daniela Barbalho, ressalta o impacto que este equipamento trouxe para o estado. “Agora em outubro completa um ano que entregamos a primeira Usina da Paz, a do bairro do Icuí, em Ananindeua. Nesse primeiro ano de funcionamento é possível ver os resultados e a transformação que o complexo proporciona na vida das pessoas. Capacitamos moradores, ofertamos lazer e esporte para as crianças, mudamos a realidade e trouxemos qualidade de vida. E a nossa próxima usina da paz que vamos entregar no dia 21 terá o mesmo objetivo. Vamos atender dois bairros de forma simultânea: Jurunas e Condor ofertando mais de 70 tipos de serviços para a comunidade. Mais um compromisso do Governo do Estado sendo cumprido para a população”.

Assim como nos outros complexos multifuncionais, os moradores deste território vão poder usufruir mais de 70 serviços gratuitos, como atendimento médico, odontológico e psicológico, consultoria jurídica, emissão de documentos, treinamento de lideranças, capacitações e cursos profissionalizantes.

A doceira Mariza Tavares é moradora do Jurunas desde que nasceu, há 61 anos, e acompanhou quando as obras da Usina da Paz ainda estavam no início. “Esse complexo vai trazer muitos recursos para crianças, idosos, eu, por exemplo, já cheguei na terceira idade, vou querer fazer várias atividades. O terreno que foi construído era só mato, não tinha nada, agora o sentimento é de gratidão”, afirmou a moradora.

As obras estão sendo realizadas em parceria com a empresa Hydro, por meio de um termo de cooperação. “Os moradores desses bairros, Jurunas e Condor, estão aguardando ansiosos a entrega desta usina. Aqui teremos mais de 70 serviços gratuitos e para isso contamos com a participação intersetorial das secretarias e órgãos do governo, fazendo a acolhida dessa população criativa e trabalhadora, que antes estava bastante abandonada e esquecida”, avaliou Ricardo Balestreri, titular da Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac), órgão responsável por coordenar o projeto.

“O governo do Estado está entregando um equipamento de primeiro mundo, o melhor para pessoas humildes e que mais necessitam, porque essas pessoas estão buscando oportunidades de melhoria de vida, de realizar grandes feitos, mas estavam faltando para elas as oportunidades que agora chegam. Cada usina dessas traz uma gama de oportunidades para evoluírem, fazerem cursos profissionalizantes, se especializarem em atividades profissionais que mais as agradam, empreenderem. O objetivo é esse, trazer a essa comunidade a inclusão que ela merece e não teve no passado”, acrescentou Ricardo Balestreri.

Para o músico Felipe Aranha, de 22 anos, a Usina da Paz chegou para trazer uma nova realidade aos moradores. “Eu creio que esse projeto vai beneficiar muita gente aqui nas redondezas do Jurunas e da Condor, espero que melhore bastante e que venha mais projeto para a gente e, principalmente, venha mais segurança também. Aqui éramos esquecidos, agora percebemos que essa realidade mudou. Com toda certeza eu vou me inscrever nas atividades, no que eu puder”, ponderou o músico.

Sobre as UsiPaz

As Usinas da Paz (UsiPaz) são complexos multifuncionais do Governo do Pará, que buscam a transformação social, redução da violência e mais cidadania. Já estão em funcionamento a UsiPaz Icuí-Guajará, em Ananindeua, desde outubro do ano passado; a UsiPaz Cabanagem, em Belém, desde janeiro deste ano; a UsiPaz Nova União, em Marituba, desde março deste ano; a UsiPaz Benguí, em Belém, desde março, e as UsiPaz Parauapebas e Canaã dos Carajás, no sudeste do Estado, desde maio e junho, respectivamente. Estão em construção mais duas unidades: as UsiPaz Terra Firme e Guamá, ambas em Belém.

Funcionamento

Com horário de funcionamento de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h; aos sábados, de 8h às 14h e aos domingos, de 8h às 18h, funcionará de acordo com as demandas da comunidade e das Secretarias e Fundações para a realização de eventos.

VEJA MAIS

image Simone Tebet promete levar projeto da UsiPaz a todos os estados do Brasil
Candidata à presidência da República conheceu a unidade do bairro da Cabanagem na manhã deste sábado (3)

image UsiPaz contribui para o lazer e formação profissional em Marituba
Em um mês de funcionamento, complexo soma 10 mil atendimentos

Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM