Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem é condenado a 9 anos por matar companheira em 2006, em Belém

Réu ficou foragido por 10 anos e foi preso com documento falsos

O Liberal

Joel Souza Pinheiro foi condenado a nove anos de prisão em regime inicial fechado, como resultado de sessão realizada no Tribunal do Júri em Belém nesta segunda-feira (27). O réu, segundo informações do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), causou a morte da companheira, Marta Helena Pereira Lopes, e passou 13 anos foragido. Ele foi preso com documentos falsos no município de Bragança, nordeste do Pará.

VEJA MAIS

Homem não comparece ao próprio julgamento e é condenado a 14 anos de prisão em regime fechado
O julgamento foi realizado na sexta-feira (24), no município de Santarém

Filho que matou o pai com terçado é condenado a 22 anos de prisão em regime fechado
Na versão do acusado ele matou o pai para se defender

Homem é condenado a 32 anos de prisão por abusar sexualmente das próprias filhas em Belém
O crime foi descoberto pela mãe, que decidiu pela separação, mas em seguida reatou com o abusador

O réu foi preso em 2019, mas, em 2020, em virtude da pandemia da covid-19, passou a responder em liberdade. Nesta segunda- feira (27), ele compareceu ao  Júri e foi condenado a 9 anos de prisão. No entanto, permanecerá respondendo o processo em liberdade até que a sentença transite em julgado ou a apelação ( da defesa do réu) for julgada  e mantida a condenação

Levantamento sobre o caso apontou que o crime ocorreu na madrugada de 14 de dezembro de 2006, no interior da casa da vítima, na passagem Nossa Senhora das Graças, no bairro da Marambaia, em Belém. Familiares da vítima que estavam na casa quando o crime aconteceu confirmaram que, após saírem à noite, o casal chegou de madrugada. A neta de 5 anos ouviu um barulho e o acusado mandou a menina voltar a dormir. 

Na manhã, ao acordar, os tios adolescentes gêmeos levantaram um cobertor que cobria o rosto da mulher e perceberam sangue. Desesperados, pediram socorro aos vizinhos. A vítima foi morta com o uso de uma ferramenta de pedreiro. 

No julgamento, o promotor do júri, Edson Augusto Souza, sustentou a acusação em desfavor do acusado. O advogado do réu, Marcelo Nascimento Viana, apresentou a tese de negativa de autoria. No final, a sentença versou sobre a condenação do réu, tendo por base o artigo 121 do Código Penal Brasileiro.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM