Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem é condenado a 32 anos de prisão por abusar sexualmente das próprias filhas em Belém

O crime foi descoberto pela mãe, que decidiu pela separação, mas em seguida reatou com o abusador

O Liberal

Um homem foi condenado a 32 anos e 6 meses de reclusão por abusar sexualmente de suas próprias filhas, duas meninas de 10 e 11 anos. Ele foi condenado também pelo crime de agressão de forma violenta e cumprirá pena em regime inicialmente fechado. Além da sentença de reclusão, o réu foi condenado a 3 anos e 4 meses de detenção e pagamento de multa de dois salários mínimos.

O homem foi denunciado pela 10ª Promotoria de Justiça da Infância e Juventude de Belém.

Na sentença, foi mantida a prisão preventiva do denunciado, que continuará preso por ter sido considerado culpado do estupro de vulnerável e abandono de incapaz, contra as próprias filhas.

Os crimes foram descobertos em 2013, quando a mãe das crianças viu o acusado abusando sexualmente de uma das filhas, o que motivou a separação do casal. Os dois, no entanto, reataram pouco tempo depois e foram morar no bairro de Águas Lindas, em Ananindeua. Lá, as duas meninas foram obrigadas a coletar material reciclável para sobreviver durante esse período.

As crianças procuraram o Conselho Tutelar em 2015 e ficaram sob a responsabilidade de uma tia. O Promotor de Justiça Nadilson Portilho disse que “o caso é horrendo, além das meninas serem abusadas por várias vezes pelo pai, ficaram em abandono”.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA