Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ilha de Mosqueiro tem grande movimento no primeiro final de semana de julho

Mesmo com algumas praias improprias para banho, ilha de Belém recebeu muitos veranistas

Lucas Costa

O primeiro final de semana do mês de julho já trouxe de volta o movimento de veranistas para a Ilha de Mosqueiro. Na manhã deste domingo, banhistas aproveitaram o dia de sol para frequentar as praias da ilha, movimento que animou comerciantes locais.

Fátima Giestas, que trabalha há mais de 40 anos como barraqueira na Praia do Farol, avaliou o movimento como “bom”. Disse que espera um crescimento nos próximos finais de semana.

VEJA MAIS

Praias de Mosqueiro, Outeiro e Icoaraci estão impróprias para o banho, aponta estudo
As informações são de um estudo da Prefeitura de Belém, divulgado na tarde desta sexta-feira (1º)

Deu Praia: série em vídeo mostra belezas das praias do Pará e começa com Salinas
Cada episódio trará dicas de locais pouco conhecidos para turismo e lazer

Barcarena: Como chegar e o que fazer nas belezas naturais do Caripi; vídeo
A praia tem água salobra, quase doce, formada pelas águas da Baía do Marajó e com aproximadamente 6 quilômetros de extensão

“Está começando muito bem, bastante movimento”, avalia Fátima, que também fala da expectativa para o primeiro mês de julho sem obrigação do uso de máscaras. “Estamos esperando coisas boas, movimentos bons”, pontua.

Fátima Giestas (Ivan Duarte)

O tenente Evandro Aleixo, bombeiro militar de plantão da Praia do Farol, disse que o movimento foi menor que o esperado pelos bombeiros. “Deu um pouco fraco o movimento. Mas a gente espera para os próximos finais de semana aumentar o quantitativo de pessoas”, avalia o tenente Aleixo.

Tenente bombeiro militar Evandro Aleixo (Ivan Duarte)

Ainda segundo o bombeiro, até o final da manhã só houve registros de ferimentos causados por linhas de pipa e cortes por vidro. Em ambos os casos, os bombeiros fazem curativos no próprio local.

Ainda segundo o bombeiro, até o final da manhã do domingo, só havia registros de ferimentos causados por linhas de pipa e cortes por vidro. Em ambos os casos, os bombeiros fazem curativos no próprio local. Aleixo destaca ainda que os bombeiros militares contam com equipes em embarcações ao longo das praias, além das que ficam na areia.

Ainda que haja uma grande equipe de bombeiros nas praias, o cuidado dos banhistas também é essencial. O Tenente Aleixo sugere que pais e responsáveis fiquem sempre de olho nas crianças, principalmente dentro da água. Ele destaca que o nível de água até a cintura é o máximo recomendado. Além disso, o bombeiro reitera a proibição do uso da chamada linha chilena.

Praias impróprias

No primeiro mês de julho sem obrigação de uso de máscara, banhistas que voltaram a encher as praias de mosqueiro precisaram lidar com outra frustração: as praias do Paraíso, Baía do Sol, São Francisco, Grande e praia do Murubira, no distrito de Mosqueiro, estão impróprias para banho, segundo um estudo divulgado pela Prefeitura de Belém.

A pesquisa, no entanto, não afastou banhistas das praias da ilha. Das praias interditadas, a reportagem esteve nas do Murubira e Paraíso, onde o estudo acabou ironizado.

“A gente recebe esses alertas todo ano, mas vou entrar na água com certeza, o calor está demais”, declarou a professora Fernanda Muniz, em visita à Mosqueiro.

Mesmo com grande número de banhistas, o primeiro final de semana de julho ainda não trouxe de volta o grande fluxo de pessoas à Ilha do Mosqueiro. Carlos e Roberta Loureiro, proprietários do restaurante Paraíso Nika, na Praia do Paraíso, avaliam que há uma crise resultante de problemas estruturais de acesso à ilha, aliados a popularização de destinos como a Ilha do Combu.

“Com o combustível nesse preço e a nossa distância para você vir e voltar em torno de 150km, fica bem mais difícil. Tudo isso aliado ao trânsito da volta da BR”, avalia Roberta, relatando uma situação em que ela e o marido chegaram a pegar um engarrafamento de mais de 5km, gerado por uma barreira de fiscalização de trânsito.

A animação para o mês de julho continua, apesar do problema do trânsito, e Roberta fala esperançosa: “estamos aqui para atender as pessoas; temos a natureza a nosso favor”.

Palavras-chave

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM