Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Praias de Mosqueiro, Outeiro e Icoaraci estão impróprias para o banho, aponta estudo

As informações são de um estudo da Prefeitura de Belém, divulgado na tarde desta sexta-feira (1º)

Gabriel Pires

As praias do Paraíso, Baía do Sol, São Francisco, Grande e praia do Murubira, no distrito de Mosqueiro, estão impróprias para banho. Além disso, não estão recomendadas para banho no veraneio a praia do Cruzeiro, no distrito de Icoaraci e praia Grande, na ilha de Outeiro. As informações são de um estudo da prefeitura, divulgado na tarde desta sexta-feira (1º).

No entanto, algumas praias estão liberadas, pois seguem os parâmetros de balneabilidade. Segundo o estudo publicado recentemente, todas as praias da ilha de Cotijuba estão próprias para banho. Já na ilha de Outeiro, as praias permitidas são da Brasília e do Amor. Na ilha de Mosqueiro, as praias do Areão, Ariramba, Chapéu Virado, Farol e Marahu não possuem restrição. 

De acordo com comunicado emitido na Agência Belém, a medida tem o objetivo de garantir mais segurança e alertar a população nas férias. As análises foram feitas por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), que, regularmente, realiza esse procedimento nas ilhas que pertencem à Belém, com base na Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) nº. 274, de 29 de novembro de 2000, que diz que uma praia é considerada imprópria para banho quando os valores estiverem acima de 2 mil E. Coli por 100 mililitros (ml) de água

Orientação

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) afirmou que irá orientar a população quanto ao risco, colocando placas de alerta nas duas praias e fazer ações educativas. 

O diretor do Departamento de Monitoramento e Fiscalização da Semma, Pedro Habe, faz um alerta para que a população não utilize as praias impróprias para o banho, devido ao risco de contaminação por micro-organismos, como vírus, bactérias e fungos, causadores de doenças que podem provocar grandes problemas à saúde humana.

Além das fiscalizações, a Semma busca identificar as possíveis causas da poluição das praias, que, inicialmente, pode ser provocada por lançamento inadequado de esgoto, fezes de animais na areia, resíduos dos motores de embarcações, entre outras possibilidades. 

Autoridades

A Semma está informando às autoridades competentes, como bombeiros, polícia e defesa civil, para orientar a população a evitar as praias impróprias para banho.

No entanto, as praias são espaços públicos e todos poderão aproveitar o espaço para brincar, reunir suas famílias, frequentar as barracas e restaurantes, curtindo a orla e a praia com segurança, mas sem entrar na água.

(Gabriel Pires, estagiário, sob a supervisão do coordenador do Núcleo de Atualidades, João Thiago Dias)

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM