#if(!$m.request.preview.inPreviewMode)
CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
#end

Como evitar a gordura no fígado? Confira 5 dicas essenciais

O médico endocrinologista Rubens Tofolo, de Belém, lista algumas práticas que auxiliam na redução do problema

Lucas Quirino
fonte

A gordura no fígado, ou esteatose hepática, ocorre quando há uma concentração acima do normal de gordura na região abdominal, mais precisamente em volta do órgão. Essa doença pode causar inúemros problemas de saúde, que vão desde fibroses, podendo evoluir para câncer. Algumas práticas diárias podem reverter esse quadro, conforme explica o médico endocrinologista Rubens Tofolo, de Belém. Veja 5 dicas essenciais:

1 - Reeducar a alimentação

Como a gordura no fígado é uma doença silenciosa, em muitos casos o paciente não sente os sintomas de imediato, sendo assim, o especialista indica procurar um nutricionista, profissional que pode orientar sobre uma dieta rica em gordura pobre, sem excesso de açúcar, gordura saturada e sódio (principalmente alimentos ultraprocessados). Logo, requer uma reeducação alimentar, baseada em bons nutrientes e sem alimentos que possam aumentar o volume de gordura na região abdominal.

2 - Praticar exercício físico

Rubens aponta que um dos fatores determinantes para a redução do quadro de gordura no fígado é a prática de atividades físicas. Ele indica que 150 minutos de exercícios por semana, podendo ser com 50 minutos durante três vezes na semana, é o suficiente. Ainda explica que o exercício físico tem uma ação no corpo de exatamente 48 horas. Logo, não podendo passar mais de dois dias sem atividade física, pois o metabolismo volta a ficar mais lento.

image Médico endocrinologista Rubens Tofolo (Foto: Redes sociais)

3 - Diminuir a ingestão de bebida alcoólica 

A ingestão alcoólica também pode ser um fator predisponente. Tofolo destaca que o álcool em si não seria o grande vilão, mas sim o consumo excessivo que pode gerar problemas, como o aumento da camada de gordura no fígado. Ele recomenda que, para os homens que querem beber, até 4 doses de álcool é o limite. Já para as mulheres, o recomendado é não passar de 3 doses.

4 - Controlar doenças

Entre os principais fatores de risco para a esteatose hepática estão as doenças metabólicas, como diabetes, pressão alta e colesterol alto. Tais doenças, quando mal controladas, podem gerar um aumento expressivo de gordura no fígado. O controle dessas doenças se torna essencial para diminuir e até evitar a evolução de um quadro dessa doença hepática.

5 - Perder excesso de peso

O especialista afirma que o controle do peso também é primordial. A obesidade é um dos principais fatores de risco de gordura no fígado. Uma pessoa obesa tem tendência em aumentar toda a gordura que está embaixo da pele, mas pode aumentar a gordura profunda, que é justamente a causadora da doença. Diante disso, o principal indicativo para redução e para evitar gordura no fígado é a mudança de estilo de vida, que consiste no controle de peso, juntamente com uma reeducação alimentar.

FONTE: ENDOCRINOLOGISTA RUBENS ROFOLO

Lucas Quirino (Estagiário sob supervisão de João Thiago Dias, coordenador do núcleo de Atualidade)

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Belém
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM