Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Alunos relatam confiança na segunda etapa de avaliações, mas admitem ansiedade

Segundo domingo do Exame será reservado às provas de matemática e ciências da natureza

Ana Carolina Matos / O Liberal

Foi bastante tranquila a movimentação de alunos durante a abertura dos portões, registrada pontualmente ao meio-dia, neste segundo domingo (28) de avaliações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 em Belém. Os candidatos fazem, hoje, as provas de matemática e ciências da natureza, que serão aplicadas tanto para os inscritos na versão impressa quanto na versão digital do exame. As questões serão iguais nas duas modalidades.

LEIA TAMBÉM

VÍDEO: Candidata chora com portão de escola fechado no Enem em Belém: 'Foram só seis minutos' A pedagoga Cátia Silva, de 49 anos, até tentou, mas não teve a entrada liberada após o atraso

Pais torcem pelos filhos do lado de fora dos locais de prova no segundo dia de Enem Mesmo após a entrada dos candidatos, alguns reponsáveis preferiram se manter no local em orações e emanando energias positivas

No bairro do Marco, na escola Dom Pedro II, a confiante Beatriz Garcez, de 17 anos, se considera preparada para o exame.

Beatriz Garcez, de 17 anos, estava confiante para o segundo dia de exame (Márcio Nagano / O Liberal)

"Eu estou tranquila porque sei que fui bem no primeiro dia. Minha redação foi boa e fui bem preparada na minha escola. Embora matemática seja a pedra no sapato de todo aluno, eu estou confiate de que vou conseguir acertar as fáceis para elevar a minha pontuação", avalia a jovem, que pretende cursar odontologia.

Apesar da confiança de alguns, a ansiedade também foi compartilhada pela maioria dos alunos, como Jéssica de Oliveira, de 20 anos, também na mesma escola.

Jéssica de Oliveira, de 20 anos, acredita que a prova será complexa (Márcio Nagano / O Liberal)

"Estou bem ansiosa. No primeiro dia foi bem diferente do que eu imaginava, tanto as questões como tema da redação. Acho que hoje vai ser bem mais complexo. Eu estudei bastante e me sinto preparada pra fazer, mas estou ansiosa", admitiu.

No Instituto Federal do Pará (IFPA), o estudante José Tarcísio Lima, de 22 anos, revelou que o nervosismo foi maior no primeiro dia.

José Tarcísio Lima, de 22 anos, pretende cursar psicologia (Márcio Nagano / O Liberal)

"Eu tava mais nervoso por conta da redação. O tema não era difícil, era até acessível mas não é uma temática muito debatida. Então na hora foi um susto, mas deu pra formular um texto bacana. Eu tô um pouco mais tranquilo e espero que a prova seja boa", conta o jovem, que faz Enem pela segunda vez e pretende cursar psicologia.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM