CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Gestão será pautada pela eficiência, diz ministro da Integração e Desenvolvimento Regional

Waldez Góes assumiu a Pasta nesta terça-feira

O Liberal

Novo ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional empossado nesta terça-feira (3), Waldez Góes adiantou, durante cerimônia de transmissão de cargo, que vai dedicar esforços para tornar o país "mais justo e desenvolvido". “Sei que não será uma missão fácil. Herdamos um Brasil que foi desgovernado nos últimos anos, com o agravamento das desigualdades regionais e o consequente aumento da fome e da pobreza no país”, afirmou. As informações são da Agência Brasil.

Algumas das medidas a serem tomadas na nova gestão são o aumento da participação de fundos constitucionais para financiar a integração regional do país, além de retomar obras e fortalecer autarquias, como a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco (Codevasf).

VEJA MAIS

image Ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula quer criar política de geração de renda a pescadores
Ele também pregou a promoção do desenvolvimento sustentável da pesca para desenvolver renda e segurança alimentar aos trabalhadores

image Ministro de Direitos Humanos, Silvio Almeida diz que buscará apoio de outras Pastas
Segundo ele, governo precisará atuar de forma multiministerial para enfrentar o número de jovens vítimas de violência no país

image 'Serei ministro para o Brasil inteiro', diz Jader Filho, empossado ao Ministério das Cidades
Em discurso durante posse da chefia do Ministério das Cidades, o paraense afirmou que vai olhar para todas as regiões do país

“Nossa atuação será pautada na eficiência e transparência, sem desperdícios, aplicando os recursos públicos em busca de resultados sociais concretos para promoção da integração nacional e do desenvolvimento regional sustentável”, garantiu. Na avaliação do ministro, houve retrocessos em governos anteriores, como falta de recursos e estrutura para a pasta e queda de indicadores sociais.

Waldez Góes foi governador do Amapá por quatro mandatos. Fundou a força tarefa de proteção da Amazônia e também presidiu o Consórcio da Amazônia Legal, que se reuniu na COP 27, realizada no fim do ano passado no Egito.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA