Cidadania apoia Edmilson, mas Thiago Araújo, não

Veja como estão os apoios de partidos derrotados aos candidatos do segundo turno

Redação Integrada

O Cidadania, partido que disputou o primeiro turno das eleições municipais 2020 em Belém com o candidato Thiago Araújo, anunciou, no último sábado (21), apoio ao candidato a prefeito da capital, Edmilson Rodrigues (Psol), que está no segundo turno e concorre ao cargo com o Delegado Federal Eguchi, do Patriota. Edmilson encabeça a chapa “Belém de novas ideias”, que reúne os partidos Psol, PT, Rede, PDT, UP e PC do B.

Mesmo diante da decisão da sigla, o ex-candidato a prefeito da capital pelo Cidadania, Thiago Araújo, decidiu se manter neutro. “Meu partido, o Cidadania, decidiu acompanhar o candidato Edmilson no segundo turno. Respeito a decisão do colegiado, mas quero deixar claro que democraticamente não seguirei esta determinação e me manterei neutro. Continuo coerente com tudo que propus em minha campanha”, declarou ele, em nota divulgada pelas redes sociais. Thiago é deputado estadual e obteve mais de 58 mil votos no primeiro turno das eleições municipais 2020, mas não conseguiu passar para o segundo turno. Além do Cidadania, Thiago tinha o apoio do PSDB, DEM, PV e PMN.

Neutralidade

Assim como Thiago Araújo, o deputado federal e ex-candidato José Priante, do MDB, também optou pela neutralidade, deixando seus apoiadores livres para escolherem qual dos dois candidatos apoiar: Edmilson ou Eguchi. “Primeiramente agradeço aos mais de 123 mil votos de confiança do povo de Belém. Essa confiança no nosso projeto seguirá retribuída através do meu mandato como deputado federal. Seguirei buscando recursos e aprovando projetos na Câmara que sejam de interesse de Belém e de todo o Pará. Quanto ao segundo turno da eleição declaro que não apoiarei o candidato Edmilson Rodrigues, por conhecê-lo, e também não apoiarei o candidato Delegado Eguchi, por não conhecê-lo. Portanto, minha posição e recomendação é de neutralidade”, publicou o deputado federal na rede social Instagram.

Partido Verde

O Partido Verde (PV), que estava com Araújo no primeiro turno, também vai apoiar o candidato do Psol, Edmilson Rodrigues, assim como o PSTU. “O PSTU, em Belém, decidiu chamar a votar criticamente no candidato do Psol, Edmilson Rodrigues, no segundo turno das eleições para a prefeitura. E o fazemos, apesar das diferenças profundas que mantemos com o Psol e seu candidato, porque entendemos ser necessário derrotar o candidato da ultradireita bolsonarista, delegado Eguchi, e porque uma parte importante da nossa classe e da juventude de Belém tem esperanças de mudanças num governo de Edmilson”, defendeu a sigla.

Partido da Mulher

Já Dr. Jerônimo, do Partido da Mulher Brasileira (PMB), declarou apoio ao Delegado Eguchi. O médico demarcou, no entanto, que sua opção é individual, não representando o posicionamento da legenda PMB.

Os ex-candidatos Cássio Andrade (PSB), que obteve quase 50 mil votos; Vavá Martins (Republicanos), que teve a preferência de mais de 49 mil eleitores; Gustavo Sefer (PSD), que reuniu quase 23 mil votos; Guilherme Lessa (PTC), que obteve 2.417 votos; Mário Couto, do PRTB, que garantiu 1.160 votos; e Jair Lopes (PCO), 130 votos, ainda não divulgaram posição sobre o assunto. Juntos, os seis nomes garantiram a preferência de mais de 126 mil pessoas.

Ibope

O primeiro levantamento do Ibope Inteligência sobre as intenções de voto no segundo turno para a Prefeitura de Belém, encomendado pela TV Liberal, aponta os candidatos Edmilson Rodrigues (PSOL) e Delegado Federal Eguchi (Patriota) tecnicamente empatados. Na pesquisa estimulada (quando são apresentados os nomes dos candidatos), Edmilson aparece com 45% das menções, enquanto Eguchi representou 43% das respostas. Como a margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, o candidato do PSOL tem entre 41% e 49% e o candidato do Patriota de 39% a 47%. Brancos e nulos correspondem a 8% das menções e 4% dos entrevistados não sabem ou não responderam.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA