Berlinda de Nossa Senhora de Nazaré está perto de se tornar patrimônio cultural do Pará

Projeto reconhece importância devocional da berlinda que transporta a imagem peregrina durante o Círio de Nazaré

Fabrício Queiroz

Os deputados estaduais aprovaram em sessão ordinária realizada nesta terça-feira, 1º, na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), o projeto de lei que reconhece a berlinda de Nossa Senhora de Nazaré como patrimônio cultural de natureza imaterial do Estado do Pará. A proposição de autoria do deputado Thiago Araújo (Cidadania) foi acatada por unanimidade na votação em dois turnos e em redação final e agora segue para a sanção do Governo do Estado.

VEJA MAIS

Círio 2022: Conheça os cinco decoradores que farão a ornamentação da festividade
Rosas, orquídeas, lírios e flores tropicais compõem a decoração deste ano, que inclui os espaços de eventos alusivos ao Círio e a própria berlinda

Imponência e representatividade marcam o poder da berlinda no Círio de Nazaré

“A relação entre a Berlinda e os devotos é muito forte, muitas pessoas envolvem promessas, que são compridas durante o acompanhamento da procissão, onde as mesmas acompanham todo o trajeto”, justifica o parlamentar Thiago Araújo no projeto.

A inclusão da berlinda na lista de bens reconhecidos pelo estado é mais um gesto de valorização dos símbolos relacionados ao Círio de Nazaré, que recebeu o título de patrimônio cultural do Brasil em 2004 e de patrimônio cultural da humanidade, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 2013.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA