Contas do ex-governador Simão Jatene são rejeitadas na Alepa

Em votação secreta, rejeição ocorreu por 34 a 6

Keila Ferreira

Alepa aprovou, nesta terça (1º), por 34 a 6, o decreto que rejeita as contas do ex-governador Simao Jatene (PSDB). A votação foi secreta, mas os deputados Toni Cunha, Eliel Faustino, Thiago Araujo e Delegado Caveira se manifestaram publicamente contra o decreto, ou seja, pela aprovação das contas.

As contas são da gestão do ano de 2018 do ex-governador. Aprovadas à unanimidade pelo TCE, em setembro do ano passado, foram rejeitadas pela Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Alepa e foram a Plenário para análise, com a presença do ex-governador, que se pronunciou.

Wanderlan Quaresma (MDB), relator do processo na comissão de Constituição e Justiça, leu o seu relatório de 62 páginas e votou pela rejeição das contas. O parecer do relator, aprovado na CCJ, foi pela rejeição das contas. Ele manteve entendimento do Ministério Público de Contas do Estado, que se manifestou pela rejeição.

Leia mais:

Alepa julga contas referentes a 2018 de Simão Jatene

Jatene falou por uma hora e 40 minutos e lembrou que o processo retornou e foi votado uma segunda vez na comissão. “Lamentavelmente, o relatório que foi lido está eivado de formulações que são contrárias ao que diz o relatório do Tribunal de Contas do Estado. Não quero utilizar a expressão mentira, mas falta com a verdade”, criticou.

“Essa tentativa [de rejeitar as contas] é apenas mais um equívoco de um processo cheio de equívocos que estamos vivendo”, afirma o ex-governador do PSDB.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!