Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Vítima de abuso é encontrada morta em casa na tarde desta sexta (20/05)

O corpo de Nadir Cordeiro Gomes estava debaixo da cama, as primeiras análises indicam que a vítima teve morte violenta

Patrícia Baía

O corpo da dona de casa Nadir Cordeiro Gomes, 55 anos, foi encontrado por duas sobrinhas, no final da manhã desta sexta-feira (20), na casa onde ela morava, localizada na passagem Imperador, 68, bairro da Pratinha II, em Belém.

VEJA MAIS

Corpo de mulher é encontrado em decomposição, em Nova Marabá
Marido da vítima desaparecido há 20 dias é suspeito de assassinato

Mulher foi mantida em cárcere privado e torturada pelo namorado por três dias
Caso aconteceu na Zona Sul do Rio de Janeiro. Agressor foi preso pela polícia

Mulher é encontrada 'derretida' em sofá; pais são suspeitos de deixá-la para morrer
A vítima sofria de Síndrome do Encarceramento, doença que a deixava incapaz de mover seus músculos, e seus pais eram seus principais cuidadores

De acordo com a polícia, o corpo estava despido, embaixo da cama e apresentava sinais de violência sexual. O gato da vítima também foi morto e estava ao lado do corpo da dona. O cachorro não foi encontrado. Marcas pelo corpo da dona de casa indicam que ela pode ter sido espancada até a morte. A Polícia Científica do Pará foi acionada para analisar o caso.

A sobrinha da vítima contou à reportagem que a tia morava no Paraná há mais de 4 meses e estava em Belém desde o dia das mães, mas que já iria retornar. “Nós estávamos estranhando que ela estava sem se comunicar com a família desde o início da semana e por isso viemos aqui”, disse Natália Dias.

Uma vizinha, que não quis se identificar, contou que a Nadir foi vista pela última vez na terça-feira à noite, na porta de casa. Para a polícia, a vítima pode ter sido morta há três dias. Vizinhos disseram que ouviram o cachorro da vítima latir muito, mas que não desconfiaram que algo errado estivesse acontecendo no local.

As primeiras investigações apontam que o assassino entrou por uma escada que dava acesso ao segundo andar da residência que estava em obras. Não havia marcas de arrombamento no imóvel. A polícia procura pelo paradeiro do homicida.

Nadir estava morando no Paraná, mas veio a Belém para passar o Dia das Mães (Reprodução / Redes Sociais)

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA