Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Tráfico de Armas: Polícia Civil prende acusado de transportar armamento de forma ilegal no Pará

Com o acusado, o foram apreendidas armas e munições em situação irregular

O Liberal

Um homem que estava transportando de forma ilegal armamento e munições foi preso pela Polícia Civil do Pará, na manhã desta sexta-feira (23), em Marituba, Região Metropolitana de Belém. Ele foi identificado como Reginaldo dos Santos Miranda e estaria vindo do estado do Mato Grosso. Pelas investigações, ele seria fornecedor de facções criminosas.

VEJA MAIS

Paraenses presos em Portugal: três meses após prisão, PM continua recebendo salário de R$ 13 mil
A Promotoria Militar do MPPA confirma que a abertura do processo de expulsão foi feita à Corregedoria da PM e segue em andamento. No entanto, o caso corre em sigilo

Coveiro usava cemitério para tráfico de drogas e venda de armas
Local servia como ponto de apoio para o crime

Polícia Militar atira em pneus de carro para impedir fuga de traficantes em Ananindeua
Arthur da Costa, de 26 anos, e Davi Cardoso, de 22, foram presos em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo

Durante a abordagem, o acusado conseguiu fugir pela rodovia Alça Viária. Ele foi localizado e preso, em flagrante, por policiais civis pela Polícia Rodoviária Federal. Dentro do estofamento do veículo no qual ele estava, foram encontrados um fuzil e uma carabina, além de cinco carregadores e farta munição.

Após a prisão, o homem foi encaminhado à unidade policial para os procedimentos necessários e ficará à disposição do Poder Judiciário. Ele deve responder por tráfico de armas e porte ilegal de armas e munição. As investigações agora são para identificar a origem das armas e quem seriam os receptadores.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA