Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Tio estupra sobrinha de 11 anos e se entrega à polícia, em Irituia

Ele confessou o crime e foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável majorado pelo grau de parentesco

O Liberal

José Roberto Maia Pantoja, mais conhecido como “Fito” foi preso na tarde desta sexta-feira (15), sob a acusação de estuprar a sobrinha dele de 11 anos de idade. O crime aconteceu na quinta-feira (14), na comunidade Maracaxeta, no município de Irituia, no nordeste do Pará. Com informações do Debate Carajás.

VEJA MAIS

Pai é preso acusado de estuprar e matar filha de um mês em Novo Repartimento
Caso aconteceu neste domingo (10) no sudoeste do Pará

Homem é preso suspeito de estuprar e torturar a ex-companheira em Santarém
Em depoimento, a vítima conta que após as agressões o ex-companheiro teria ainda raspado suas sobrancelhas e obrigado a vítima a fazer juras de amor para ele

Soldado da Rússia é preso após compartilhar vídeo estuprando bebê
Acredita-se que as imagens tenham sido gravadas durante o conflito com a Ucrânia

A denúncia da violência sexual contra a criança foi feita pela mãe da vítima. Ela procurou a Delegacia de São Miguel do Guamá, na mesma região de Irituia. No Boletim de Ocorrência (B.O.), a mulher afirma que a filha foi estuprada por “Fito”, que fugiu 

Ela conta também que levou a menina para receber atendimento médico no Hospital de São Miguel Guamá. O delegado da Polícia Civil, Ronaldo Lopes, de imediato, acionou a Polícia Militar e uma equipe das Rondas Ostensivas com o Apoio de Motocicleta (Rocam) e uma viatura de apoio iniciaram a captura de Fito, junto com a Polícia Civil.

Por volta das 18h, o próprio Fito procurou a Delegacia de São Miguel e se entregou. Ele confessou o crime e foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável majorado pelo grau de parentesco e está à disposição da Justiça. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA