Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Suspeito de matar soldado é morto em troca de tiros com a PM

Erick foi baleado no bairro da Pratinha após atirar contra policiais

Redação Integrada

Um homem identificado apenas como Erick morreu após trocar tiros com policiais militares do 24º Batalhão, no bairro da Pratinha, distrito de Belém, na tarde desta sexta-feira, 28. A troca de tiros ocorreu na passagem Horta. Ele chegou a ser socorrido pelos policiais, mas não resistiu e morreu minutos depois. Com ele, os policiais encontraram um revólver calibre 38 e drogas.

 Toda a ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia Civil do bairro do Tapanã.      

De acordo com informações preliminares, além de envolvimento com tráfico, ele seria o responsável pela morte do soldado da Força Aérea Brasileira, Edson Teixeira Júnior, do efetivo da Ala 9, ocorrida no dia 6 de fevereiro deste ano, durante uma tentativa de roubo na rodovia Arthur Bernardes, próximo da base aérea, por volta de 5h30.

O soldado foi baleado no começo da manhã durante uma tentativa de assalto. A vítima estava se deslocando, debaixo de chuva, para mais um dia de trabalho. O soldado resolveu esperar a passagem da chuva embaixo de uma parada de ônibus quando foi abordado por dois homens que chegaram à localidade em uma motocicleta. Os criminosos, encapuzados, balearam o soldado na cabeça, roubaram a moto dele e fugiram. O soldado foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, região metropolitana de Belém, mas morreu no mesmo dia.
 

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA