logo jornal amazonia

Sindicato defende abordagem de guardas municipais contra rappers na praça Santuário, em Belém

O documento divulgado na segunda-feira (23) diz que os agentes seguiram conforme as diretrizes

O Liberal
fonte

O Sindicato dos Guardas Municipais de Belém (SIGBEM) emitiu uma nota na segunda-feira (23) em defesa dos agentes públicos envolvidos em uma abordagem violenta contra artistas paraenses do rap, Thiago Gomes Barbosa, de 22 anos, conhecido como THG, e Marcos Antônio Foroh dos Santos. O caso ocorreu na tarde de quinta-feira (19) na praça Santuário, no bairro de Nazaré. No mesmo dia em que a SIGBME se esclareceu sobre o caso, um ato contra a abordagem truculenta da Guarda Municipal de Belém (GMB) reuniu movimentos sociais e outros artistas.

VEJA MAIS 

image GMB afasta agentes envolvidos em abordagem violenta contra rappers
Os agentes da corporação foram retirados de suas atividades operacionais até que a investigação seja concluída

image Ato na praça Santuário repudia abordagem violenta da Guarda Municipal contra rappers de Belém
Caso ocorreu na tarde do dia 19 de janeiro e o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, determinou o afastamento dos guardas envolvidos na ação

image Prefeitura vai investigar ação de guardas municipais contra rappers na praça Santuário; vídeo
Caso ocorreu na tarde desta quinta-feira (19) e guardas diziam estar apurando 'denúncia de consumo de drogas'

O documento diz uma guarnição da Ronda da Capital (RONDAC) realizava um patrulhamento no local quando flagraram os rapazes com uma pequena quantidade de drogas. Entretanto, um dos rapazes relatou nas redes sociais que não possuía nenhuma arma de fogo ou entorpecente, que pudesse ter motivado a ação dos guardas. 

Thiago e Marcos receberam voz de prisão para que fosse efetuado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) em uma unidade da Polícia Civil.

Os jovens teriam agredido verbalmente os agentes, crime configurado como desacato. 
Ainda segundo o comunicado, Thiago tentou fugir no momento em que iria ser conduzido a uma unidade policial. Isso teria sido a razão dele ser imobilizado e algemado, apenas para que ele não tentasse escapar.

Marcos supostamente tentou impedir que o outro rapaz fosse levado pela polícia. Por conta disso, foi feito uso de um produto químico incapacitante e depois os guardas o prenderam também. 

O Sindicato afirma que os agentes agiram de forma correta, conforme a Portaria Interministerial n. 4.226-2010, publicada pelo Ministério da Justiça. 

O SIGBEM alegou que defende a instauração de processo administrativo disciplinar (PAD) para que a ação dos agentes seja apurada.

Apesar do posicionamento da entidade, a corregedoria da GMB afastou preventivamente os agentes até que a investigação seja concluída. 

A Prefeitura de Belém reiterou que prima pela responsabilidade, justiça e respeito aos direitos humanos, em todas as áreas da administração, o que inclui o reforço ao papel cidadão da Guarda Municipal.

 

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA