Segurança é morto durante ataque de 'piratas' a embarcação no estreito de Breves

Um outro segurança também foi atingido por disparos e socorrido ao hospital de Gurupá

Redação Integrada com informações de Manoel Cardoso

A embarcação "Empurrador Monte Dourado" foi alvo do ataque de piratas na madrugada desta terça-feira (19), no trecho do rio Amazonas conhecido por Estreito de Breves, em Gurupá, no arquipélago do Marajó. De acordo com funcionários da embarcação, o ataque durou mais de 10 horas e terminou com a morte de um segurança, identificado como Luiz Ney Oliveira Siqueira.

Segundo informações divulgadas por testemunhas, a embarcação saiu de Belém com destino a Santarém, transportando cargas. O ataque teria iniciado por volta das 16h de segunda-feira (18) e se estendido até próximo às 3h da madrugada de terça (19).

Além de Luiz Ney, outro segurança identificado como "Messias" também foi atingido por tiros disparados pelos piratas. Ele foi socorrido por colegas de trabalho e levado para um hospital de Gurupá. Segundo o comandante da embarcação, os piratas também saquearam objetos e cargas que estavam nas balsas.

Em postagem em uma rede social, um funcionário da empresa Reicon, identificado por Júnior Guzzo, relatou o terror praticado por piratas aos funcionários da embarcação. "Recebemos a comunicação de nosso comandante que o comboio do Empurrador Monte Dourado, com as balsas 'Cantagalo l' e 'Guará ll', seguia para Santarém/Itaituba,  quando ontem, por volta das 16h, na saída dos estreitos, foram atacados por piratas que travaram refrega com os nossos seguranças e obtiveram vantagem, acertaram coronhada no comandante, e infelizmente mataram um vigilante e feriram o outro", afirmou o funcionário.

Segundo ele, o comandante se deslocou para Gurupá para usar o celular e repassar as informações sobre o ocorrido, na Delegacia de Polícia Civil. "Estamos tomando as providências necessárias e urgentes. Apelamos para uma ação mais rápida para socorrer o vigilante ferido, bem como policial/ pericial, para remoção do corpo", concluiu.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA