logo jornal amazonia

Quadrilha é presa com 10 quilos de cocaína em Marabá

O bando supostamente também se preparava para atacar uma agência bancária de Parauapebas

O Liberal

Cinco pessoas, entre elas uma mulher, foram presas com mais de 10 quilos de cocaína na tarde desta quarta-feira (28), em Marabá, no sudeste paraense. informações levantadas pela polícia apontam que o bando também estaria planejando um ataque a uma agência bancária de Parauapebas, na mesma região do Estado. O grupo foi flagrado em atitude suspeita dentro de um veículo estacionado em frente a um hotel da cidade próximo ao Carajás Centro de Convenções, no Núcleo Nova Marabá. As informações são do portal Debate Carajás.

VEJA MAIS

[[(standard.Article) Adolescente desaparece após nadar em balneário de Marabá]]

Vítimas do trânsito dobram no Hospital Regional de Marabá
Números crescentes de acidentes envolvendo veículos motorizados preocupam

Conheça Malcom Salsicha, o pet influencer de Marabá que conquistou o mundo
Malcom usa seus perfis nas redes sociais para abordar temas sensíveis e vem acumulando seguidores e recordes de engajamento

O grupo foi localizado por meio de denúncia anônima repassada à central do Disque Denúncia do Sudeste do Pará. As informações repassadas davam conta da presença de criminosos dentro de um veículo no local indicado. Uma guarnição da Companhia Independente de Missões Especiais, da Polícia Militar, e agentes da Polícia Rodoviária Federal atenderam ao chamado e foram até o endereço apontado. Durante a abordagem aos suspeitos, foram encontrados mais de dez quilos de cocaína e também de pasta base de cocaína.

A polícia conseguiu capturar cinco suspeitos. Também chegou ao conhecimento das autoridades policiais uma informação, não foi confirmada oficialmente, de que a quadrilha estaria se preparando para atacar uma agência bancária utilizando a modalidade “vapor”. O alvo seria um banco da cidade de Parauapebas, a 160 km de Marabá.

Os suspeitos presos foram conduzidos para a 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, onde foram ouvidos e seguem à disposição da Justiça.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA