logo jornal amazonia

Polícia Federal identifica servidora responsável por vazar prova do Enem em Belém; relembre o caso

A investigação concluiu que uma pessoa contratada para aplicar o teste em Belém tirou uma foto da prova, quando o exame ainda estava em andamento, e encaminhou a uma amiga, professora

Dilson Pimentel
fonte

A Polícia Federal concluiu as investigações e identificou a pessoa responsável por realizar o vazamento da prova do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio), realizada no dia 5 de novembro de 2023.

Ainda segundo a PF, a investigação apontou que o vazamento ocorreu na capital paraense. O resultado da apuração indicou que uma pessoa contratada para aplicar a prova do Enem na cidade de Belém tirou uma foto da prova de redação às 13h50, quando a prova ainda estava em andamento, e encaminhou a uma amiga, professora.

O inquérito policial teve início no dia seguinte à prova do Enem, na Cidade de Caruaru (PE), em razão da descoberta das primeiras publicações da prova da redação do Enem antes mesmo da divulgação do conteúdo da prova pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

VEJA MAIS

image Inep e PF terão reunião sobre o vazamento do Enem nesta terça-feira (14), diz ministro da Educação
8 responsáveis já foram identificados; O ministro afirma que o encontro abordará o status da investigação

image ENEM 2023: Inep diz que oito pessoas que vazaram imagens da prova do primeiro dia são identificadas
Imagens do Caderno de Questões circularam três horas antes do permitido no último domingo (5)

A conduta de utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim de beneficiar a si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo sigiloso de processo seletivo para ingresso no ensino superior, pode gerar uma pena de reclusão de um a quatro anos e multa, acrescentou a Polícia Federal (Com informações da Comunicação Social da PF no Distrito Federal).

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA