logo jornal amazonia

Polícia Civil pede à Justiça prisão preventiva de homem que matou adolescente em Parauapebas

Familiares acreditam que jovem tenha sido morto por engano e pedem Justiça

O Liberal
fonte

A Polícia Civil identificou o homem que matou, na madrugada da última segunda-feira (21), com um tiro pelas costas, um adolescente de 16 anos. O crime ocorreu em um bar da Vila Palmares 2, em Parauapebas, no sudeste paraense, onde o jovem tinha acabado de chegar. As informações são do blog do Zé Dudu.

O delegado que preside o inquérito, Melquisedeque Ribeiro, da Delegacia de Homicídios, da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, de Parauapebas, já pediu à Justiça a prisão preventiva do acusado, identificado como Valmir Nascimento Marinho.

VEJA MAIS

image Guarda municipal e amigo são perseguidos e mortos em Parauapebas; crime é cercado de mistérios
Segundo informações, as vítimas deixaram uma casa de festas quando foram perseguidos e abordados pelos assassinos. A dupla foi morta a golpes de arma branca

image Homem é morto a facadas em Parauapebas
O crime teria acontecido por volta de 4h30 na rua Sol Poente, no bairro da Paz

Adolescente economizava dinheiro para fazer curso de inglês

A mãe do adolescente e a madrinha dele acreditam que o jovem foi assassinado por engano. Elas foram informadas de que, horas antes, um adolescente do grupo de amigos do jovem havia se envolvido em uma confusão com uma filha de Valmir.

“Ele foi criado aqui. Tinha os amigos, e todos se vestiam com roupas e sapatos iguais. Cortavam o cabelo igual, coisa de adolescente. Ele atirou no menino pelas cotas, nem olhou no rosto dele”, contaram. Elas pedem Justiça.

O adolescente trabalhava, com o padrasto, como montador de móveis. Ele estudava e juntava dinheiro para fazer um curso de inglês.

Informações que auxiliem nas investigações podem ser repassadas via Disque-Denúncia, número 181. O sigilo é garantido. 

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA