Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Médica de plantão morre em hospital de Ananindeua; Conselho Regional de Medicina lamenta

Colegas de profissão comentam sobre mal súbito, mas a causa mortis não foi confirmada

O Liberal

O Conselho Regional de Medicina do Pará divulgou mensagem de pêsames à família, amigos e pacientes da médica Aline Rejanne Michiko da Conceição Yamada, 43 anos, pela morte dela na madrugada desta segunda-feira (13), em Ananindeua. "O CRM Pará presta solidariedade por esta perda irreparável e rogamos para que Deus possa confortá-los neste momento de dor", diz um trecho da publicação do órgão da classe médica.

A morte da doutora surpreendeu a todos na unidade em que trabalhava, pois ela foi encontrada morta na sala de repouso do Hospital das Clínicas, em Ananindeua. Colegas de profissão da médica comentam sobre um mal súbito, mas a causa mortis não foi confirmada oficialmente. 

O Hospital das Clínicas de Ananindeua fica na Região Metropolitana de Belém, e além de trabalhar na unidade, recentemente, Aline Yamada teria assumido a gerência de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Marituba.

A reportagem de O LIBERAL apura mais informações com órgãos de Saúde e da Segurança Pública sobre a inusitada morte da médica dentro de um hospital particular.

Palavras-chave

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA