Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Lavador de carros é executado com 13 tiros no bairro do Jurunas, em Belém

A informação foi confirmada pela Polícia Científica do Pará (PCP), que foi acionada para realizar a perícia no local do crime e posterior remoção do cadáver

O Liberal

Ilbernan Fernando Chaves Cardim, de 33 anos, foi morto a tiros na noite desta sexta-feira (24), no bairro do Jurunas, em Belém. O crime ocorreu na rua dos Caripunas, entre as travessas Honório José dos Santos e Carlos de Carvalho. O rapaz, que trabalhava como lavador de carros, foi executado com 13 tiros, na calçada da vila onde morava. 

 

Ocupantes de veículos seriam os responsáveis pela execução, segundo detalhou o delegado Eduardo Rolo, da Divisão de Homicios. "Um carro estaria rondando aqui a área. Eles esperaram que ele saísse da vila onde morava. Algumas pessoas, que as testemunhas não souberam informar quantas, desceram dos veículos e dispararam várias vezes contra ele. Depois se evadiram do local. Ninguém soube confirmar marca ou cor do carro, ou quantas pessoas tinham sido", detalhou.

Ainda conforme detalhou o delegado Rolo, que comandará as investigações sobre o crime, Ilberman seguia para uma apresentação de quadrilha junina, de um grupo do qual era da diretoria, quando foi alvo dos algozes. A vítima tinha passagem pela polícia pelo crime de roubo. 
 

A motivação do crime será investigada pela Divisão de Homicídios.

No local, agentes do 20º Batalhão da Polícia Militar que isolaram a área preferiram não falar com a imprensa. Familiares de Ilbernan acompanharam o trabalho de peritos da Polícia Científica do Pará (PCP), que realizaram a perícia no local do crime. Nenhum deles quis falar sobre o ocorrido.

O cadáver foi removido ao Instituto Médico Legal (IML). Ninguém foi preso até o momento. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA