Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Caso juíza Monica de Oliveira: Associação dos Magistrados do Pará se manifesta sobre o caso

A juíza Monica Andrade Figueiredo de Oliveira atuava na 38ª Zona Eleitoral de Martins, no Rio Grande do Norte

O Liberal

Associação dos Magistrados do Estado do Pará (Amepa) emitiu uma nota lamentando a morte da juíza Monica Andrade Figueiredo de Oliveira, que teve o corpo deixado, na manhã desta terça-feira (17), na Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil de Belém, no bairro de São Brás. A magistrada atuava na 38ª Zona Eleitoral de Martins, no Rio Grande do Norte

VEJA MAIS

Caso juíza Monica de Oliveira: o que se sabe sobre a causa da morte, velório e relação com o juiz
Juíza Monica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira foi encontrada morta dentro do carro do esposo, o também juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior na manhã da terça-feira

Caso juíza Monica de Oliveira: vizinhos relatam movimentação no local onde o caso ocorreu
Corpo da juíza Monica Andrade Figueiredo de Oliveira teria sido encontrado dentro de um veículo no estacionamento do edifício Real Dream

Em nota, a Amepa ainda pontua que o juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior, esposo da juíza e quem levou o corpo até a DH, é associado desta entidade. "Ao mesmo tempo em que aguarda o isento e total esclarecimento dos fatos pelas autoridades competentes, a Amepa apresenta sinceras condolências ao associado e aos familiares e amigos da falecida", declara a associação. 

VEJA MAIS

Caso juíza Monica de Oliveira: veja quem era a paraibana Monica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira
Monica de Oliveira, 46 anos, deixou dois filhos, um adulto e uma adolescente, do primeiro casamento

Caso juíza Monica de Oliveira: relembre casos de juízes mortos no Brasil
Crimes envolvendo juízes já ocorreram outras vezes e alguns causaram grande repercussão nacional; relembre

Entenda o caso 

O corpo da juíza Monica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira teria sido encontrado pelo próprio companheiro, o também juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior, dentro de um carro, no estacionamento do edifício Real Dream, localizado na travessa Três de Maio, bairro de Nazaré. Em seguida, o juiz João Augusto dirigiu até a DH, onde deixou o corpo e prestou depoimento. O corpo da juíza tinha um ferimento causado por arma de fogo.

VEJA MAIS

Corpo de juíza é deixado por juiz na Divisão de Homicídios em Belém; polícia investiga o caso
Monica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira teria sido encontrada morta no estacionamento do prédio onde o casal residia. O companheiro dela, o juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior, foi quem levou o corpo à polícia

Caso juíza Monica de Oliveira: Juiz que levou o corpo à polícia diz que mulher cometeu suicídio
Juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior contou detalhes sobre o momento em que encontrou a esposa morta dentro de um carro no estacionamento de um prédio

Em depoimento, o juiz João Augusto revelou que o casal teria tido uma briga na noite de segunda-feira (16) e Monica Maria arrumou seus pertences afirmando que iria viajar. Já na manhã de terça-feira, o magistrado teria saído para trabalhar e encontrou o corpo da esposa dentro do próprio carro, com um ferimento de bala no peito. A arma usada por ela teria sido do juiz. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA