Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem que aparece agredindo vítima, em Belém, responde por violência contra a mulher

Segundo a Polícia Civil, agressor possui registros na Divisão Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), que foram encaminhados ao Poder Judiciário

O Liberal

O homem que aparece agredindo uma mulher, em um vídeo que circula nas redes sociais, possui registros na Divisão Especializada no Atendimento à Mulher (Deam). É o que informou, na noite deste sábado (27), a Polícia Civil do Pará. Ainda segundo a instituição, todas os boletins “foram apurados, concluídos e encaminhados à Justiça”. A identidade do suspeito não foi confirmada pelas autoridades policiais.

LEIA MAIS

VÍDEO: Mulher é agredida dentro de um carro em Belém e pede socorro Registro mostra que a vítima está com partes do corpo para fora, tentando fugir e clamando por ajuda enquanto é imobilizada pelo agressor

Acionada logo que as imagens da agressão começaram a ganhar ampla repercussão, a Polícia Civil informou à reportagem que o caso ainda não havia sido registrado em nenhuma unidade policial.

Entenda o caso

Uma cena de violência contra à mulher foi registrada em pleno trânsito da capital paraense. O vídeo, que começou a circular na manhã deste sábado (27), mostra uma mulher sendo agredida por um homem dentro de um carro. 

Nas imagens, o automóvel está parado, travando o fluxo de veículos. O registro mostra que a vítima está com partes do corpo para fora, tentando fugir, e é imobilizada pelo agressor com um golpe de mata-leão.

Uma mulher em outro veículo filma a ação. Aos gritos, a vítima clama por socorro. A motorista que registrou a ação passa pelo veículo a alerta o abusador: "Larga ela que eu tô filmando a tua cara, agressor!". Com medo, o homem solta a vítima.

A Redação Integrada continua apurando informações sobre as circunstâncias dessa agressão e tentando falar com o acusado.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA