logo jornal amazonia

Homem morto na saída de terreiro em Marituba é ex-guarda municipal, confirma órgão de segurança

A vítima, Harol Frank Albenas Moreira, foi morto a tiros ao sair de um terreiro religioso de matriz africana na madrugada da última terça-feira (1º)

O Liberal
fonte

O homem morto a tiros na madrugada de terça-feira, 1º, em Marituba, na saída de um terreiro religioso de matriz africana, foi identificado como Harol Frank Albenas Moreira. A Guarda Civil Municipal (GCM) e a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social de Marituba (Sesped) lamentam a morte do ex-servidor.

O comandante da GCM, o sargento Giovanni Nascimento, conta que há quase seis meses que Harol Frank Albenas Moreira não fazia mais parte da corporação, ainda assim, a perda foi profundamente lamentada:

"Ele era um bom colega. Todas as medidas estão sendo tomadas, no que compete aos órgãos de segurança, para entender o que aconteceu e prender os criminosos", comenta.

O sargento conta que o crime foi registrado na Seccional de Marituba e que as investigações estão sendo conduzidas pela Polícia Civil do Pará (PC). A pricípio, o caso não é considerado latrocínio, uma vez que nenhum bem material foi levado da vítima. No entando, as motivações e os autores do crime ainda são desconhecidos.

Em nota publicada nas redes sociais, a Sesped também lamentou a morte do ex-servidor: "a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social de Marituba, prestam condolências aos familiares e amigos de Harol Frank Albenas Moreira, por sua partida precoce. E lamenta profundamente esta perda irreparável, que Deus dê o conforto aos seus familiares e amigos", escreve.

Harol Frank Albenas Moreira era casado e tinha dois filhos pequenos. Nos últimos meses, ele trabalhava como vigilante noturno.

VEJA MAIS

image Homem é morto a golpes de terçado no início da manhã do feriado de Finados, em Santarém
Vítima, ainda não identificada, chegou a ser socorrida. Crime aconteceu no bairro Bela Vista do Juá, zona oeste do município

image Comerciante morre em acidente de trânsito na avenida Independência ao tentar estacionar Kombi
A perícia criminal apontou que a vítima foi arremessada do carro e esmagada pela própria kombi que conduzia

image 'Pingolinha' é encontrado morto e em estado de decomposição em ramal de Barcarena
A vítima estava desaparecida desde o domingo (30), diz Polícia Civil

Como aconteceu

De acordo com os relatos de testemunhas, era por volta das 2h da manhã de terça-feira, 1º de novembro, quando dois homens se aproximaram do terreiro religioso, localizado na passagem Nossa Senhora de Lourdes, bairro Dom Aristides. Ambos estavam encapuzados e desferiram vários disparos de arma de fogo contra o ex-guarda municipal, que saída do terreiro.

A Polícia Militar do Pará (PM) informou, em nota emitida ainda na terça-feira, que chegou a fazer o isolamento da área e acionou as equipes da Polícia Científica. A PM "continua realizando buscas para prender os envolvidos no crime", afirma. Também em nota no mesmo dia, a Polícia Civil do Pará (PC) disse que o crime de homicídio está sendo investigado por meio da Seccional do município de Marituba, Região Metropolitana de Belém. "Diligências estão sendo conduzidas para apurar a motivação e identificar os responsáveis pelo crime".

Quaisquer informações que possam ajudar na solução do caso podem ser encaminhadas ao Disque-Denúncia (181). A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone. Também é possível mandar fotos, vídeos, áudios e localização para a atendente virtual Iara, pelo WhatsApp (91) 98115-9181. Em ambos os casos, não é necessário se identificar.

Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA