Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem leva namorada de 13 anos a consulta e acaba preso por estupro de vulnerável, no Pará

O rapaz estaria tentando acompanhar a esposa, uma adolescente de 13 anos, com quem se relacionava há 7 meses, em uma consulta médica

O Liberal

​Um homem identificado como Isaías Carlos Silva do Carmo, de 21 anos, mais conhecido como “Diretor”, foi preso na madrugada desta sexta-feira (3), no momento em que tentava invadir uma área médica do Hospital Geral de Parauapebas (HGP), no sudeste do Pará. As informações são do site Debate Carajás.

Isaías estaria tentando acompanhar a consulta médica da esposa. A Polícia Militar foi acionada e, durante a busca pessoal, descobriu-se que a companheira do rapaz, na verdade, era uma adolescente de apenas 13 anos. Isaías afirmou que teria um relacionamento com a adolescente há cerca de 7 meses. A jovem foi submetida a​​ exame de gravidez, mas o resultado deu negativo. 

VEJA MAIS

PC e MPF investigam caso de estupro coletivo de indígena de 13 anos no Pará Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso

Menina de 13 anos tem parto dentro de ambulancha em comunidade de Santarém De julho até novembro, 18 partos com meninas menores de 14 anos já foram contabilizados pelo Hospital Municipal de Santarém. Samu atendeu família às margens do Rio Arapiuns

Homem de 19 anos se 'casa' com menina de 13 anos e é preso por estupro de vulnerável O avô da garota disse que tinha conhecimento sobre a situação da menina e decidiu não fazer nada

Diante da suspeita do crime de estupro de vulnerável, o homem recebeu voz de prisão e foi apresentado na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, onde ficou preso à disposição da Justiça. A investigação será acompanhada pelo Conselho Tutelar do município.

Histórico

Em Parauapebas, Isaías afirmava que já teria sido policial militar, civil, médico e jornalista responsável por uma página de notícias da cidade. Porém, uma investigação mais a fundo sobre a vida do suspeito levou as autoridades policiais a descobrirem que, na realidade, ele atuava como agente funerário, mas foi demitido recentemente da empresa onde trabalhava.​​

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA