Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem é preso por aplicar golpe do falso pix em comércios no sudoeste do Pará

O golpista foi preso na manhã desta segunda-feira (29) por suspeita de aplicar o "golpe do pix" em estabelecimentos comerciais do município de Jacareacanga

Fabyo Cruz

Rafael Santos Gama, 37 anos, foi preso na manhã desta segunda-feira (29) por suspeita de aplicar o "golpe do pix" em estabelecimentos comerciais do município de Jacareacanga, no sudoeste do Pará. Segundo informações da Polícia Militar, Rafael foi detido em flagrante enquanto insistia no golpe em um supermercado. As informações são do site Portal Buré.  

O homem foi preso em um grande supermercado da cidade, ele tentava aplicar o golpe, quando foi abordado pelos policiais do 72º Pelotão de Polícia Militar de Jacareacanga. Levado para a delegacia de polícia, ele foi apresentado ao delegado do município. Durante a apresentação, outras vítimas do acusado compareceram ao local e fizeram acusações.

VEJA MAIS

Golpe do Pix: paraenses denunciam prejuízo e fazem alerta à população
Vítimas alegam que criminosos seguem um "padrão quase perfeito" nas abordagens

Quadrilha do Pix usava fotos de menina de 13 anos para atrair e roubar homens em falsos encontros
Sete pessoas foram detidas pela PM por suspeita de participarem do crime

Rafael chegou a negar as acusações, mas as evidências contra o golpista eram muitas. Após serem alertados, os proprietários do supermercado checaram as movimentações do extrato das vendas e perceberam que o valor enviado por Rafael não correspondia com o qual ele deveria pagar. Ele foi detido em flagrante e permanece à disposição da justiça.

Golpe do Pix: como não cair?
Entenda detalhes do golpe que atingiu milhares de brasileiros

Golpe no pix: veja como se proteger nos casos de transações agendadas
Normalmente, os golpistas agendam o pagamento para horas depois ou outro dia e, antes da data, cancelaM a operação. Fique atenta nesta prática e veja como identificar a fraude

A PM informou ainda que o homem já havia aplicado o golpe em outros estabelecimentos. Em uma loja, o golpista fez uma compra no valor de R$47,00, entretanto, passou o pix de 47 centavos para o caixa. Logo em seguida, apresentou um comprovante adulterado em seu celular. A prática era sempre a mesma. Em outro local, ele fez compras no valor de  R$150,00, mas na verdade enviou apenas 15 centavos como pagamento. Em uma loja de ferragens, Rafael comprou mercadorias que custaram R$ 95 reais e fez um pix de 95 centavos..  

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA