Governo do Pará anuncia que alcançou em doze meses redução de crimes prevista para quatro anos

Neste julho de 2020, a redução de crimes violentos, que envolvem homicídio e latrocínio, foi de 33%

O Governo do Pará anunciou que conseguiu alcançar em um ano a meta que havia traçado para a redução da criminalidade prevista para o prazo de quatro anos - 2019 a 2022. Em 2019, a meta era reduzir a criminalidade em 14% até 2022, com uma média de 3,5% ao ano. Contudo, no primeiro ano de gestão, a queda no índice de criminalidade foi de 30%. Ou seja, mais que o dobro do planejado para quatro anos, na comparação entre 2018 e 2019.

Só nos primeiros meses de 2020 a criminalidade violenta caiu a média de 25% no período acumulado, sobre a redução já atingida em 2019. A meta anual estipulada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para os Estados brasileiros é de 3,5% ao ano. O resultado alcançado pelo Pará na redução de Crimes Violentos Letais Intencionais, que engloba os registros de homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte foi de 33%, no mês de julho.

De acordo com o Sistema de Segurança Pública do Pará, os resultados são frutos dos investimentos e estratégias aplicados desde o 1º dia da atual gestão que mapeou os locais e as áreas que necessitavam de uma ação imediata e enérgica.

Entre as ações deflagradas, em 2019 e este ano, está a instalação do programa Polícia Mais Forte, que garantiu a maior presença da Polícia Militar nas ruas e o investimento em serviços de inteligência e em modernização. Secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social do Pará, Ualame Machado destaca as  medidas primordiais para o alcance dos resultados. “Desde o início dos trabalhos à frente da Segup, nós decidimos que trabalharíamos em torno dos três I’s: Inteligência, Integração e Investimentos, a exemplo das operações integradas que surtem muito efeito no combate ao crime".

Ele acrescentou ainda "os investimentos realizados em inteligência e tecnologia, visto que o crime também busca se modernizar e nós não podemos ficar para trás; o controle do cárcere e, muito significativamente, a instalação do programa Territórios pela Paz, o TerPaz, que auxilia a manter a diminuição da violência”.

Concursos públicos

Segundo o Governo, os investimentos permanecerão com a realização de concurso público, aquisição de instrumentos policiais, como armamento e coletes balísticos, a instalação de duas bases flutuantes integradas a fim de evitar com que entorpecentes ingressem no Estado.

O novo sistema de monitoramento por câmeras, com cerca de 30 módulos de inteligência artificial, entre eles a de reconhecimento fácil, leitura de placas de veículos e a criação do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), que reunirá todas as instituições de segurança, da esfera federal, estadual e municipal em um único espaço para imprimir ainda maior rapidez e eficácia diante das demandas.

O Monitor da Violência, que capta e analisa os dados da criminalidade de todo o País, em levantamento  recente, mostra o Pará como o segundo Estado brasileiro que mais reduziu a criminalidade violenta no mês de maio. Apenas oito unidades da federação diminuíram o índice de criminalidade. Ainda em âmbito nacional, o Pará foi um dos três Estados que reduziu as mortes por intervenção policial.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA