Família que vivia em cárcere privado é resgatada em Rondon do Pará

Uma mulher e cinco filhos estavam passando fome e sob ameaça de morte. Cláudio da Silva Dias, companheiro da vítima, é apontado como autor do crime e está foragido

Redação Integrada

Uma mulher e seus filhos, cinco crianças, que estavam em cárcere privado, foram resgatados nesta segunda-feira (20), pela Polícia Civil do Pará, em uma casa localizada na Vila Santa Helena, zona rural do município de Rondon do Pará, no sudeste do estado. Cláudio da Silva Dias, companheiro da mulher, é apontado como suspeito do crime, e contra ele há um mandado de prisão preventiva. O acusado é foragido da Justiça e já responde pelo crime de homicídio.

A equipe de policiais civis chegou ao local após receber a informação de que a família estaria sendo mantida em cárcere privado. Chegando ao local, foi constatada a ausência de Cláudio na residência, porém as cinco crianças, juntamente com a mãe, Érica Sales Araújo, estavam no imóvel. De acordo com a Polícia Civil, a vítima teria informado que estava passando fome e impossibilitada de sair de casa, pois encontrava-se sob ameaça de morte pelo companheiro, que também não arcava com as despesas de casa.

Segundo a vítima, Cláudio havia saído de casa com uma espingarda calibre .28, momento antes da equipe policial chegar ao local. Depois que o cárcere foi constatado pela equipe policial, a família foi conduzida para a Delegacia de Polícia Civil. Neste momento, a viatura foi atingida por um disparo de arma de fogo, que acertou o braço de um investigador da PC. Ele recebeu atendimento médico, foi transferido para o Hospital Municipal de Marabá, e está em estado estável. O foragido é o principal suspeito de ter efetuado o disparo.

A ação foi realizada pela equipe da Delegacia de Rondon do Pará, sob comando do delegado Wellton Fernandes, composta pelos investigadores Fagne Franco e Heyder.

Durante a ação de resgate, um investigador da PC foi baleado (Polícia Civil)
Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA