Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ex-presidiário é encontrado morto em lixão na PA-415

Marcelino Farias, 30, tinha dez passagens pelo sistema prisional; polícia investiga o crime

O Liberal

​O ex-presidiário, identificado como Marcelino Kelvis Maia da Costa Farias, 30 anos, foi encontrado morto com diversas marcas de disparos de arma de fogo, na manhã desta quarta-feira (16), em uma área de lixão, na rodovia PA-415, entre Altamira e Vitória do Xingu, região sudoeste do Pará. As informações são do site Debate Carajás.

VEJA MAIS

Ossada de homem morto pelo próprio irmão é encontrada na zona rural de Placas
Mauro Ferreira de Araújo cometeu o crime com objetivo de ficar com a propriedade para explorar individualmente a área

Professor é encontrado morto seminu e com tiro nas costas
Na região onde o professor morava, estaria determinado um “toque de recolher” por integrantes de uma facção criminosa

Homem é morto a tiros em Tailândia, após abordagem de 'carro preto'
O vigilante Júlio Cézar Ferreira, 44 anos, conhecido na localidade como “Cezinha”, foi morto com vários tiros. Ainda não há suspeitos confirmados

De acordo com a Polícia Civil, a vítima era usuária de drogas e tinha dez passagens pelo sistema prisional pelos mais diversos tipos de crimes. A família de Marcelino Farias confirmou a vida pregressa do homem.

No local onde o corpo foi encontrado, alguns curiosos murmuravam: “já foi tarde”.

A motivação e autoria do crime seguem um mistério, porém a Polícia Civil esteve no local da execução para realizar os primeiros levantamentos que possam levar a identificação dos assassinos. Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) removeu o cadáver para realização de exame cadavérico. Qualquer informação que ajude a polícia a desvendar o crime pode ser repassada ao Disque Denúncia, no número 181.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA