logo jornal amazonia

Esteticista suspeito de usar produtos vencidos em pacientes é preso, em Belém

O investigado foi autuado nesta sexta-feira (12) no bairro da Pedreira

O Liberal
fonte

Guilherme Matheus Chagas Ribeiro foi preso nesta sexta-feira (12) suspeito de aplicar golpes em fornecedores de materiais clínicos e utilizar produtos com validade vencida e de uso proibido em pacientes. A prisão foi realizada no bairro da Pedreira, em Belém, durante a ação policial deflagrada pela equipe da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (DRFRC).

Conforme as informações da PC, além do crime de estelionato, o suspeito também é investigado pela prática ilegal de medicina, extorsão e tentativa de homicídio. 

“Ele estaria utilizando dados de algumas empresas de clínica de estética para aplicar golpes contra fornecedores. A Polícia então passou a investigá-lo pelo crime de estelionato e conseguiu descobrir que, além deste crime, ele estaria realizando procedimentos estéticos com produtos vencidos em sua residência”, informou o delegado-geral da Polícia Civil do Pará, Walter Resende.   

Quando os agentes chegaram à residência do suspeito, durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão, encontraram diversos frascos de medicamentos vencidos e outros de uso veterinário. No local ainda havia objetos usados em procedimentos estéticos e material médico já utilizado, que foram localizados em meio a alimentos e lixo. 

Os responsáveis pela investigação ainda informaram que a polícia continua recebendo novas denúncias de vítimas relatando o crime envolvendo o suspeito. Dessa maneira, as investigações continuam. 

“As vítimas têm nos procurado para denunciá-lo. Elas tiveram consequências desses tratamentos, especialmente porque muitos deles foram feitos com produtos falsos. Então, agora, nós iremos dar continuidade à investigação”, relatou o delegado Augusto Potiguar, titular da DRFRC.

 

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Polícia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA