Dupla é presa em Belém com quase 600 comprimidos de ecstasy

Ruan Antônio e Renan Doideira foram capturados em flagrante no conjunto Satélite

Redação Integrada

Ruan Antônio da Silva Serra e Renan Melo Rodrigues, conhecido pelo apelido de "Renan Doideira", ambos de 25 anos, foram presos em flagrante na noite desta quinta-feira (7), portando centenas de comprimidos de ecstasy e certa quantidade da mesma droga em pó. A dupla foi localizada pela Polícia Civil, por meio da Diretoria de Polícia Metropolitana (DPM), após uma denúncia anônima informando sobre um ponto de comercialização de substâncias entorpecentes no conjunto Satélite, no bairro do Coqueiro, em Belém. 

Os policiais montaram campana às proximidades do endereço mencionado pelos denunciantes, na rua WE 8, e aguardaram a chegada dos suspeitos. Por volta de 21h30, após cerca de 2h de observação, Ruan Antônio Serra, que é proprietário do imóvel mencionado na denúncia, chegou ao local em um veículo de cor branca, modelo Polo que, segundo investigações, era usado para fazer entregas das drogas em várias localidades. O suspeito desceu do carro e foi prontamente abordado pelos policiais. Com ele, a equipe policial encontrou uma sacola e dentro havia mais três plásticos transparentes contendo centenas de comprimidos

ecstasy, droga conhecida como MDMA, dos tipos "Mercedes" e "Plata". O conteúdo ilícito pesava, segundo a polícia, aproximadamente 100 gramas. Após o flagrante, a polícia continuou a averiguação no interior do carro e encontrou Renan Doideira, foragido da Justiça por homicídios e assalto. 

Os policiais deram então prosseguimento à revista na residência de Ruan Antônio Serra. Apesar de aparentar nervosismo, o acusado autorizou a vistoria. Nenhuma outra substância, entretanto, foi encontrada no local. 

A dupla foi levada para a Seccional Urbana da Marambaia juntamente com as drogas no final da noite. Lá, foram contabilizados 599 comprimidos de MDMA, além de um saco plástico da mesma substância em forma de pó. Contra Renan Doideira há pelo menos quatro mandados de prisão preventiva e um de recaptura em aberto, pelas práticas de roubo e homicídios. Ruan Antônio Serra também já havia sido preso por tráfico de drogas no estado do Rio Grande do Norte, ocasião na qual foi condenado a quatros anos de reclusão. Ele aguardava a apelação da pena em liberdade. Os dois presos foram encaminhados à Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), para responder pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA